Siga nossas redes

Análise

Morning Call: após o dia de alta nas bolsas americanas, índices futuros recuam

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e um breve resumo do fechamento das bolsas ontem.

Publicado

em

Destaques:

  • Após o dia de alta nas bolsas americanas, hoje, no pré-mercado de Nova York os índice futuros iniciam o dia operando em baixa e as bolsas europeias com oscilações mistas;
  • O Interesse da Microsoft pela operação do TikTok aumenta tensões entre EUA e China, com declarações de Trump e de mídias ligadas ao Partido Comunista da China;
  • O S&P 500 futuro recua (-0,25%), Nasdaq (-0,31%), Frankfurt (-0,40%), Londres (+0,38%), Paris (+0,19%), Madri (+0,42%), Milão (+0,76%), Lisboa (+0,68%).
* Conheça o canal gratuito do Espaço Trader Easynvest no Telegram totalmente dedicado à Renda Variável. Tudo que você precisa para tomar as melhores decisões de investimentos, na palma da sua mão! Clique aqui. Twitter: @jfalcao_castro   

Brasil:

  • Ontem, à espera de uma posição clara sobre a criação, ou não, da impopular taxação sobre transações digitais, a bolsa brasileira caiu e subiu para depois fechar próximo das estabilidade;
  • O Ibovespa fechou em ligeira queda de (-0,08%), aos 102.829,96 pontos, com giro financeiro de R$ 23,9 bilhões;
  • Destaque de alta: CSN (+6,45%) – A disparada do minério de ferro em em Qingdao, de 4,93%, deu fôlego às siderúrgicas, também beneficiadas pela alta do dólar;
  • Destaque de baixa: Cogna (-3,99%) – Após o IPO da Vasta em Nova York, positiva para a empresa e que acumulou valorização de quase 25% em julho, mas agora existe um movimento de realização de lucros.

Análise Gráfica – IBOV:

  • O IBOV segue em tendência de alta, ainda afastando do suporte em torno de 100.200 pontos e sem sinais reversão do movimento ascendente, no curto prazo;
  • Suporte: 100.900 (miníma de 24 de julho)
  • Resistência: 105.500 (máxima do dia 21 de julho)

EUA:

  • Ontem, as bolsas em Wall Street mantiveram o movimento de alta, com dados econômicos positivos da China, da Europa e dos Estados Unidos. O PIM industrial americano de julho subiu acima das expectativas, para 54,2 pontos, em zona de expansão da atividade;  
  • As empresas de tecnologia e o setor de saúde foram os destaques do dia, porém pelo lado negativo, permanece a falta de acordo entre democratas e republicanos sobre o pacote de ajuda aos desempregados;
  • O índice Dow Jones fechou em alta de (+0,89%), o S&P 500 (+0,72%) e o Nasdaq (+1,47%), a 10.902,80 pontos, novo recorde histórico de fechamento.

Ásia: mais cedo, as bolsas asiáticas acompanharam os ganhos de NY e a valorização das techs; Hong Kong (+2%), Nikkei (+1,70%), Kospi de Seul (+1,29%) e Xangai avançou (+0,11%).

Indicadores:
Brasil:
Indicadores de Atividade Econômica preliminar – IAE (FGV)
Produção Industrial (junho) (IBGE)
IPC-S Capitais Q4 (FGV)
Vendas de veículos (Fenabrave)
Copom (primeiro dia de reunião de política monetária do Banco Central)
Divulgação de balanço: Alpargatas, Banco Pan e Iguatemi (após o fechamento)
EUA:
Encomendas à industria (junho) (Departamento do Comércio)
Estoques de petróleo (API)
Divulgação de balanço: Disney
Europa:
Zona do Euro: Inflação (IPP)
Divulgação de balanço: British Petroleum (bolsa de Londres)
Ásia:
China: PMI de Serviços e Composto (julho) (Caixin)
Japão: PMI de Serviços e Composto (julho) (Markit)

* Esse é um conteúdo de análise de um especialista de investimentos da Easynvest, sem cunho jornalístico. 

Ganhe dinheiro com as variações cambiais enquanto seu patrimônio fica protegido. Invista em Dólar!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!