Siga nossas redes

Análise

Morning Call: aumento de casos de covid em época de festas derruba bolsas

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

coronavírus ações bolsa

Cenário global e bolsa de valores

Após a semana passada, marcada por reuniões de vários Bancos Centrais pelo mundo, os mercados digeriram o tom do discurso do Fed quando foi anunciada a manutenção da taxa de juros entre 0% e 0,25% nos EUA porém além da aceleração do ritmo do tapering, que deve encerrar as recompras de títulos até março de 2022, houve sinalização de que 3 aumentos de 0,25 ponto percentual deverão acontecer no ano.

No início dessa semana, o viés negativo contamina os mercados pelo aumento dos números de casos de covid pela Europa, onde medidas restritivas começaram a ser adotadas como o Lockdown na Holanda em um período de festas familiares e que afeta diretamente setores da economia como o turismo. Com essa surpresa, os mercados europeus operam em queda com Alemanha: -1,89%, Reino Unido: -1,16%, França: -1,14%, Espanha: -1,46% e o índice Euro Stoxx com -1,40%.

As bolsas asiáticas refletiram os mesmos receios de outros mercados frente ao novo fator de risco que a Ômicron representa, especialmente em um período de liquidez reduzida pelos feriados, gerando um sentimento de aversão ao risco. As bolsas asiáticas fecharam a segunda feira em que da com Japão: -2,13%, Shanghai: -1,07%, Hang Seng: -1,93%, Índia: -2,18% e Coréia do Sul: -1,81%.

Os futuros das bolsas americanas segue o mesmo sentido com Nasdaq: -1,49%, S&P: -1,31% e Dow Jones: -1,17%.

As commodities operam em queda, com destaque para o petróleo, pelo que a demanda pelos produtos seja afetada pelas possíveis restrições para contenção da variante Ômicron. Com isso, o desempenho é Milho: -0,61%, Ouro: -0,38%, Bitcoin: -2,22%, Petróleo Brent: -3,18% e Petróleo WTI: -3,88%.

Cenário no Brasil

No Brasil, o cenário político volta a se destacar com a movimentação política para formar a chapa de Lula/Alckmin para as eleições de 2022 após um encontro entre os dois em uma reunião com governadores e outras lideranças. A possível estratégia é que Lula passe a imagem de um futuro governo menos radical com contra ponto do governo do atual presidente Bolsonaro.

Além da política, o mercado deve ficar de olho em dados econômicos para o final de ano, como a Confiança do Consumidor da FGC referente à dezembro que será divulgado na quarta, 22/12 e IPCA-15 de dezembro na quinta feira, 23/12.

Ibovespa

O Índice segue com um viés positivo de curto prazo sendo negociado acima da média diária de 21 períodos. Os próximos alvos possíveis seriam regiões perto de 115 mil pontos e 117/118 mil pontos caso o haja fluxo comprador suficiente, porém o tom de aversão mundial ao risco podem impactar negativamente nossa bolsa nesses últimos dias de pregão que geralmente contam com baixa liquidez e investidores preferindo se posicionar no início do ano que vem.

Fonte: TradingVIew

Indicadores econômicos e eventos

Brasil
Boletim Focus
Congresso vota o Orçamento de 2022
Balança Comercial
EUA
Estoques de Petróleo da semana
Alemanha
Índice de Confiança do Consumidor de janeiro
Zona do Euro
Índice de Confiança do Consumidor preliminar de dezembro
Japão
Banco Central do Japão divulga ata da última reunião de política monetária

Operar pelo Home Broker do Nu invest está ainda mais rápido e com um novo visual. Comece agora!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10