Siga nossas redes

Análise

Morning Call: bolsas reagem bem ao Fed e hoje segue com mais política monetária

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Cenário de mercado e bolsa de valores

Os mercados financeiros globais ainda repercutem de forma positiva nesta quinta-feira o otimismo do pregão de ontem e que ganhou força já no seu final, quando as avaliações positivas do banco central norte-americano sobre a economia trouxeram confiança ao investidor que se posicionou em ativos de risco, como bolsa de valores. O Fed sinalizou na quarta-feira o fim, em março, de suas compras de títulos que foi uma medida de estímulo para a economia em combate aos efeitos da pandemia na atividade, sinalizou até três aumentos nos juros 2022 e entregou uma perspectiva econômica otimista. Já no pregão de hoje, o foco se volta para as decisões de política monetária na zona do euro (BCE) e no Reino Unido (BoE). 

O mercado analisava e ainda aguarda a divulgação de alguns dados de atividade de negócios da Ásia à América do Norte, enquanto seguem as discussões sobre os impactos potenciais da variante Ômicron do coronavírus sobre as perspectivas globais. As bolsas europeias subiam mais de 1% nesta quinta-feira, com uma perspectiva econômica otimista do banco central norte-americano alimentando uma recuperação nas bolsas de valores globais, com as empresas de tecnologia liderando o movimento otimista. O mercado acionário na China terminou majoritariamente em alta nesta quinta-feira, com ganhos nos setores industrial e financeiro compensando a fraqueza nas empresas de consumo básico, enquanto papéis do setor de energia tiveram alta graças aos fortes preços do petróleo e do carvão.

Cenário no Brasil 

Já aqui, o dia começa com o Relatório Trimestral de Inflação (8h), com foco nas avaliações do BC sobre as projeções para o IPCA e a atividade, que possam justificar a mensagem hawkish do Copom. No mercado, a série de dados negativos em outubro reduziu a mediana das estimativas para o PIB do quarto trimestre de 0,20% para zero, em pesquisa do Broadcast. Em relação à inflação, embora ainda com números altos, parecem começar a dar sinais de algum alívio.

Ibovespa 

O Ibovespa subiu na quarta-feira, diante da disparada das bolsas em Nova York, após o Federal Reserve (Fed) anunciar aceleração da retirada de estímulos monetários e sinalizar altas de juros em 2022. O Ibovespa subiu 0,63%, a 107.431,18 pontos, com volume financeiro de R$ 75,1 bilhões. O IBOV segue em uma tendência de baixa no longo prazo ao cruzar abaixo da média móvel de 200 períodos e formar topos e fundos descendentes, além disso, um movimento de queda no curto prazo já foi consolidado, após operar abaixo da média móvel curta (21 períodos) e romper o fundo formado no dia 20 de setembro aos 107.500 pontos. Qualquer movimento positivo neste momento será considerado um repique de alta, dentro da tendência principal de baixa, portanto é necessário mais tempo e mais confirmações para reverter esta tendência.

Indicadores econômicos e eventos
FGV: IPC-S (8h)
BC: RTI (8h)
Turquia: Política monetária (8h)
Reino Unido: Política monetária (9h)
Zona do euro: Política monetária (9h45)
EUA: Construções de moradias (10h30)
EUA: Auxílio-desemprego (10h30)
EUA: Produção industrial (11h15)
EUA: PMI composto (11h45)
México: Política monetária (16h)

Veja também:

Um combo de motivos para investir hoje: taxa zero de corretagem, liquidez, diversificação e boa rentabilidade. Invista em Fundos de Índice

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10