Siga nossas redes

Análise

Morning Call: Decisão do BCE

Os principais fatos que podem impactar os mercados e uma breve análise do nosso índice Bovespa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Hugo Carone Especialista de Research da Nuinvest

Cenário global de bolsa de valores

O mercado na Ásia refletiu hoje a decisão de uma atuação mais forte e direta de Pequim sobre a economia real da China. Cortes oportunos na taxa de compulsório dos bancos e outras ferramentas de política monetária devem ser necessárias para evitar uma desaceleração econômica. Tudo isso foi bastante falado em morning call’s anteriores, e dado a fraca valorização dos mercados, parece que a expectativa era de uma atuação mais forte do que o divulgado. Sendo assim o Hang Seng em Hong Kong fechou em leve alta de +0,67% Lembrando que neste momento a China vive o pior surto de COVID desde o inicio da pandemia.

Por enquanto a abertura na Europa é tímida mas positiva, o mercado por lá aguarda a decisão de política monetária do Banco Central Europeu que está prevista para ser divulgada às 8:45. Claro que se a mudança vier for da expectativa dos mercados, as bolsas podem virar para o terreno negativo rapidamente. O que o Europeu continua de olho é no preço do petróleo, e por enquanto toda vez que ele testa a faixa dos $100 dólares temos uma nova força compradora voltando para a commoditie. Uma realização mais forte abaixo desse valor psicológico poderia trazer um alívio de curto prazo para a inflação. Até o momento o FTSE em Londres operava estável 0,00% e o DAX em leve alta de +0,14%.

Apesar do foco nesta manhã com a Europa, nos Estados Unidos temos a divulgação de dados econômicos como núcleo de vendas no varejo e pedidos iniciais por seguro desemprego, ambos sendo divulgados ao mercado às 9:30. Nesse mesmo horário o mercado volta a olhar para Europa, pois inicia a coletiva de imprensa do BCE após a decisão desta manhã. Ontem as bolsas Americanas tiveram um comportamento mais positivo refletindo o início da temporada dos balanços e é algo a ser acompanhado de perto nas próximas semanas.

Cenário no Brasil

Por aqui o fluxo estrangeiro que sustentou as altas nas últimas semanas por hora parece ter secado, já que ao longo do mês de abril o valor está negativo em quase 1 Bi de reais. Ao mesmo tempo com a pouca entrada de dinheiro o Dólar parece ter desacelerado e até tenta uma alta no curto prazo após a forte realização nas últimas semanas. Sobre o DI tivemos uma semana passada mais estressada do que a atual, mas seria interessante voltar a trabalhar abaixo dos 12,50 para evitar a busca pelos 13,50.

Ibovespa

Nosso principal índice continua brigando justamente no suporte dos 116 mil pontos e se não sustentar por aí a próxima parada estaria na casa dos 110 mil. O que temos de positivo? Os 116 por enquanto está sendo respeitado e reagindo a partir dessa faixa podemos voltar a testar os 120 mil pontos. Lembrando que essas flutuações no mercado são movimentos naturais e historicamente comum em ano eleitoral.

Indicadores econômicos e eventos

8:45 – EUR – Declaração de política monetária do BCE
9:30 – EUR – Coletiva de imprensa do BCE
9:30 – EUA – Núcleo de Vendas no Varejo
9:30 – EUA – Pedidos Iniciais por Seguro Desemprego


Invista em Previdência e não se preocupe lá na frente! Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10