Siga nossas redes

Análise

Morning Call: o Ibovespa já recuperou 56,9%, desde a mínima do ano

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e um breve resumo do fechamento das bolsas ontem.

Publicado

em

Destaques:

  • Hoje, os avanços de casos de covid nos EUA e em outros países continuam no radar do investidores e os contratos futuros dos índices em NY e as bolsas europeias operam mistas;
  • O Dow Jones futuro recua (-0,25%), S&P 500 (-0,09%); O índice europeu Stoxx 600 sobe em torno de (+0,15%);
  • Ontem, a Nasdaq valorizou mais (+1,44%), fechando com nova máxima histórica, puxada pelo bom momento das empresas de tecnologia; 
  • Desde a mínima do ano aos 63.569 pontos, em 23 de março, o Ibovespa já recuperou 56,9%. Porém, ainda acumula perdas de 13,73% em 2020.

* Conheça o canal gratuito do Espaço Trader Easynvest no Telegram totalmente dedicado à Renda Variável. Tudo que você precisa para tomar as melhores decisões de investimentos, na palma da sua mão! Clique aqui.

Brasil:

  • Ontem, impulsionada pelos dados do varejo acima do esperado, a bolsa brasileira encostou nos 100 mil pontos e deixou as bolsas de Nova York para trás;
  • Cotação: o Ibovespa fechou em forte alta de (+2,05%), aos 99.770 pontos, com giro financeiro de R$ 20,6 bilhões;
  • Destaques de alta: Braskem PN (+6,51%);
  • Destaques de baixa: CVC Brasil ON (-6,07%).

Análise Gráfica – IBOV: 

  • No gráfico diário do índice Bovespa, ao encostar nos 100 mil pontos (resistência), o IBOV fez um pregão que formou um candle de amplitude, fechando quase na máxima do dia e com volume financeiro dentro da média de 2020 (R$ 20,6 bilhões);
  • Este movimento reforça a retomada da tendência principal de alta, após o período de congestão (movimento lateral) e nos próximos dias há possibilidades da bolsa brasileira voltar a ser negociada acima do 100 mil pontos;
  • Resistência: 100.000 (nível que a força vendedora pode se intensificar)
  • Suporte: 93.300 (nível que a força compradora pode se intensificar)

EUA: 

  • Ontem, mesmo em meio aos números crescentes de covid-19 nos EUA e novas tensões com a China, os índices em NY fecharam em alta consistente puxados pelas ações do setor de tecnologia;
  • Na semana que vem começa a temporada de balanços do segundo trimestre, iniciada pelo setor bancário, isso pode trazer um pouco mais de cautela à espera dos resultados corporativos;
  • Cotação: O índice Dow Jones subiu (+0,68%), o S&P 500 (+0,78%), a 3.169,94 pontos e o Nasdaq valorizou (+1,44%), fechando com nova máxima histórica.

Europa: 

  • As bolsas europeias fecham em baixa, nesta quarta-feira, com riscos relacionados ao aumento de casos do coronavírus e declaração do Banco Central Europeu;
  • A presidente do BCE, Christine Lagarde, freou o movimento de compras, ao dizer que a instituição fará uma pausa nos estímulos, para avaliar as medidas já tomadas;
  • Cotação: a bolsa de Frankfurt caiu (-1,05%), Londres (-0,55%), Paris (-1,24%) e Madri (-1,60%).

Ásia: 

  • Na Ásia, com a aceleração da inflação chinesa em junho, Xangai fechou com a oitava alta seguida (+1,39%);
  • Cotação: no Japão, o índice Nikkei avançou (+0,40%), Hong Kong (+0,31%) e o índice Kospi de Seul (+0,42%).

Dólar:

  • Em mais um dia volátil no câmbio, o dólar comercial fechou em queda seguindo as flutuações de humor das bolsas em Wall Street, que após se consolidarem alta, fez a moeda americana cair diante das divisas emergentes, como o Real;
  • Cotação: o dólar fechou em queda de (-0,63%), cotado a R$ 5,3495.

Commodities:

  • Petróleo: tipo Brent para setembro fechou em alta de 0,49%, cotado a US$ 43,29 o barril;
  • Ouro: para agosto fechou em alta de 0,59%, a US$ 1.820,60 a onça-troy.

Indicadores:
Brasil:

  • IPC-S Capitais (primeira quadrissemana de julho) (FGV)
  • Campos Neto e Hamilton Mourão têm reunião com investidores internacionais (10h)

EUA:

  • Estoque no Atacado (Departamento do Comércio)
  • Pedidos de seguro-desemprego semanal (Departamento do Trabalho)

Europa:

  • Zona do euro: coletiva após reunião do Eurogrupo (11h)

* Esse é um conteúdo de análise de um especialista de investimentos da Easynvest, sem cunho jornalístico.

Proteja seu patrimônio das variações cambiais ou ganhe dinheiro com elas. Invista em Contratos de Dólar pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Invista em empresas estrageiras como Amazon, Disney, Google e muito mais! Invista em empresas estrageiras como Amazon, Disney, Google e muito mais!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.