Siga nossas redes

Análise

Morning Call: semana é marcada por reuniões de Bancos Centrais e taxas de juros

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Sede do Fed em Washington, DC. REUTERS/Chris Wattie

Cenário global e bolsa de valores

Os mercados internacionais começam a semana otimistas em meio a uma semana marcada por decisões monetárias de 17 Bancos Centrais pelo mundo onde a grande aposta é que a reunião do Fed poderá resultar em um anúncio do aperto do tapering na quarta feira, 15/12, como forma de frear a inflação nos EUA.

Na Ásia, as bolsas operam de maneira mista como reação do adiamento do IPO na bolsa de Hong Kong da empresa SenteTime, especializada em inteligência artificial, após os EUA colocá-la em uma lista de sanções pelo apoio aos militares chineses. A sanção proíbe que investidores dos EUA invistam na empresa e acabou tirando foco nesse começo de semana na reunião do Banco Central do Japão que acontecerá na quinta feira, 16/12, onde é esperada uma manutenção da taxa de juros em -0,10%. Com isso, a bolsa do Japão tem +0,71%, Shanghai +0,40%, Hang Seng tem -0,17%, e Coreia do Sul com -0,28%.

Na Europa, mesmo com o alerta para o maior risco da variante Ômicron em períodos de reunião de final de ano e climas mais frios, como alertado pelo premiê do Reino Unido, Boris Johnson, os mercados mantém o tom positivo em parte pela expectativa das reuniões do Banco Central da Inglaterra e Banco Central Europeu na quinta feira, 16/12 para decisão do rumo da política monetária do continente. O índice da Alemanha tem +1,03%, Reino Unido +0,04%, França +0,29%, Espanha +0,41% e o índice Euro Stoxx tem +0,86%.

Noa EUA, o clima dos mercados segue o ritmo internacional também com expectativas sobre a reunião do Fed de quarta feira, 15/12, onde é esperado que o Banco Central mantenha a taxa alvo de juros em patamares atuais entre 0% e 0,25% mas que aumente o ritmo do tapering para US$ 30 bilhões em reduções de estímulos o que poderia fazer com que o ciclo de alta dos juros nos EUA se antecipasse para maio de 2023. Os pré mercados dos EUA indicam uma segunda feira positiva com os futuros de Nasdaq com +0,44%, S&P com +0,38% e Dow Jones com +0,30%.

Cenário no Brasil

Por aqui, apesar de já termos a decisão da taxa de juros, atualmente em 9,25%, teremos a divulgação da esperada ata do Copom que será divulgada na terça feira, 11/12, e que vai detalhar o tom mais severo usado pelo Copom em sua última comunicação sobre os riscos considerados pelo Comitê.

No cenário político, a PEC dos precatórios ainda se destaca com a afirmação do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) que a PEC dos precatórios, que havia sido fatiada para que a parte que possibilitava o pagamento do Auxílio Brasil fosse aprovada a tempo, deve ter sua outra parte discutida pela Câmara para aprovação.

Ibovespa

O Índice continua dando sinais positivos de curto prazo que indicam ser momentos de correção indo da mínima do começo de dezembro de 100.074,61 pontos até o fechamento da semana passada com 107.758,34 pontos e que tem espaço para a continuidade dessa correção para níveis entre 112.700 e 114.600 pontos. No gráfico diário, pontuação do Índice é negociada acima da média diária de 21 períodos.

Fonte: TradingView

Indicadores econômicos e eventos

Brasil
Boletim Focus
BC oferta até 14 mil contratos de swap (US$ 700 milhões), para overhedge (10h30)
BC oferta até 15 mil contratos de swap (US$ 750 milhões), em rolagem (11h30)
Balança comercial semanal
Áustria
Relatório mensal da Opep

Invista com rentabilidade altíssima alavancando seus ganhos! Invista em Índice!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu