Siga nossas redes

SO$ Finanças

Como evitar que meu CPF fique devedor na bolsa?

Leitor quer saber como funciona o bloqueio de CPFs pela B3; envie sua pergunta por e-mail.

Publicado

em

Entenda o bloqueio de CPFs pela bolsa (Imagem: Pixabay)
Entenda o bloqueio de CPFs pela bolsa (Imagem: Pixabay)

Pergunta de Hodney Santos: Se possível, peçam para um analista fazer um comentário de alerta sobre os CPFs devedores que bateram recorde na B3. Pra gente entender melhor como isso acontece e como evitar… Obrigado e sucesso!

Resposta de Eduardo Perez:

A B3 (B3SA3) tem alguns mecanismos pra barrar a inadimplência como o uso de algumas garantias. Em algumas situações, por exemplo, o investidor está operando no mercado futuro, em que a bolsa tem um limite de garantias mínimas pra garantir que ele “aguente a volatilidade usual do mercado”. Mas em momentos de estresse de mercado, como a volatilidade aumenta muito em pouco tempo, o sistema da bolsa começa a recalcular qual seria o valor atualizado da margem para o investidor operar.

Quando isso acontece em pouco tempo, a corretora percebe que o limite exigido pela bolsa é menor e realiza a chamada de margem, solicitando o envio de recurso financeiro. Mas, ainda assim, a corretora pode zerar a posição do investidor pra impedir maiores perdas. No final das contas, o investidor fica com a conta negativa e esse débito pode ser protestado pela B3.

Situação parecida acontece com faz uma operação usando a conta margem, que tem cobrança de juros tipo cheque especial, e o investidor simplesmente não quer quitar esse valor. A conta dele continua negativa.

Nos dois casos, se a B3 inclui o investidor em uma espécie de “hall da fama” de caloteiros e ele não consegue operar em outras corretoras, já que a B3 consegue bloquear o CPF dele.

Como evitar: a dica é evitar utilizar a alavancagem em excesso e estudar bem o impacto que ela pode trazer para suas operações. Outra maneira é fazer apenas operações que não dependam do limite de garantias da B3 como ficar vendido, operar futuros e lançar opções, restando as operações de compra com o valor financeiro total em conta.

* Eduardo Perez é analista de investimentos da Nu invest

As informações neste artigo são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. Envie sua pergunta para [email protected]

Veja também:

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Faça seu dinheiro começar a render mais hoje! Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!