Siga nossas redes

Geral

Ibovespa fecha em alta e mantém os 120 mil pontos; Hering sobe 28%

Preocupações com o Orçamento e a CPI da Covid permaneceram no radar do mercado.

Publicado

em

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em alta após alcançar o patamar de 121 mil pontos nesta quinta-feira (15), apoiado principalmente em ações de proteínas e de mineração e siderurgia, embora o cenário doméstico ainda traga receios aos investidores quanto ao Orçamento e CPI da Covid.

LEIA MAIS: Mercado se prepara para o pós-pandemia; o que esperar da bolsa?

O Ibovespa subiu 0,34%, aos 120.701 pontos. Na máxima do dia, chegou a 121.409 pontos. Já o dólar caiu 0,75%, comercializado a R$ 5,6280. Veja outras cotações.

“O Ibovespa iniciou o rompimento da reta de resistência que passava aos 119.300 e na confirmação deste movimento, teria caminho livre para tentar novamente seu topo máximo, que ficou marcado aos 125.300, nível de pressão vendedora, que poderia motivar uma futura correção”, segundo análise técnica da Ágora.

Na visão do o economista-chefe da Riva Investimentos, Pedro Nunes, apesar do desempenho do Ibovespa, o mercado brasileiro poderia estar em outro patamar se a questão fiscal doméstica fosse solucionada. “Mas ela continua sendo postergada.”

A queda dos retornos dos Treasuries (títulos de dívida dos EUA) e a falta de novidades locais sobre as negociações do Orçamento e a CPI da Covid ajudam a apoiar a demanda pelo real.

Os investidores olham também os indicadores locais já divulgados. O Índice Geral de Preços (IGP-10) subiu 1,58% em abril, após ter aumentado 2,99% em março, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas ouvidos pelo “Estadão/Broadcast“. O IGP-10 acumulou um aumento de 9,16% no ano.

Já o volume de serviços prestados no país subiu 3,7% em fevereiro em relação a janeiro, na série com ajuste sazonal, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Destaques do dia

A varejista de moda Hering (HGTX3) subiu 28,13% após divulgar na véspera que recusou uma proposta de fusão feita pela fabricante de calçados e acessórios Arezzo, que não está no Ibovespa e saltou 8,35%.

JBS (JBSS3) valorizou 3,63%, enquanto as rivais Marfrig (MRFG3) e Minerva (BEEF3) também subiram. Analistas do Credit Suisse reiteraram perspectiva “bullish” para a JBS, após encontro com o presidente-executivo da unidade norte-americana Pilgrim’s Pride, citando que ela pode ser uma surpresa positiva nos resultados de 2021.

Vale (VALE3) subiu 1,13%, dando suporte adicional, com o setor de mineração e siderurgia ainda beneficiado pelas perspectivas de reabertura pós-Covid e estímulos fiscais monetários e econômicos fortes no exterior para reavivar as economias, além de ambiente favorável ao preço de aço no Brasil.

Bolsas internacionais

O índice Dow Jones fechou pela primeira vez acima dos 34 mil pontos nesta quinta-feira, com o S&P 500 também cravando nova máxima de fechamento, em meio a um rali das ações de tecnologia desencadeado pela queda nos rendimentos de títulos e pelos fortes dados de vendas no varejo dos Estados Unidos em março.

  • O Dow Jones fechou em alta de 0,9%, a 34.035,99 pontos
  • O S&P 500 subiu 1,11%, a 4.170,42 pontos
  • Nasdaq avançou 1,31%, a 14.038,76 pontos

As ações europeias fecharam em uma máxima recorde nesta quinta-feira, com a alta nos preços das commodities elevando papéis de empresas do setor de mineração, enquanto balanços corporativos positivos compensaram preocupações com o ritmo das vacinações contra a covid-19.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,63%, a 6.983,50 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,30%, a 15.255,33 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,41%, a 6.234,14 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,19%, a 24.528,69 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,20%, a 8.571,60 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,83%, a 4.987,99 pontos.

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta quinta-feira uma vez que aumentaram as preocupações com um aperto da política monetária um dia antes da divulgação dos dados sobre o PIB do país no primeiro trimestre.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,07%, a 29.642 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,37%, a 28.793 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,52%, a 3.398 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,64%, a 4.948 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,38%, a 3.194 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,25%, a 17.076 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,17%, a 3.184 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,51%, a 7.058 pontos.

(*Com informações de Reuters e Estadão Conteúdo)

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.