Siga nossas redes

Geral

Embargo da UE ao petróleo russo levaria produção ao menor patamar em 18 anos

Estimativa é que a oferta perdida de petróleo russo foi de 900 mil barris por dia em abril e poderá atingir 3 milhões a partir de julho.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Funcionário inspeciona cabeça de poço no campo de petrróleo de Yarakata, na região russa de Itkutsk
Funcionário inspeciona cabeça de poço no campo de petrróleo de Yarakata, na região russa de Itkutsk 10/03/2019 REUTERS/Vasily Fedosenko

Ampliar sanções ao petróleo da Rússia pela guerra na Ucrânia, incluindo um possível embargo da União Europeia (UE), teria um forte impacto na indústria petrolífera do país e levaria sua produção da commodity ao menor nível em 18 anos, segundo avaliação da Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal publicado nesta quinta-feira (11), a AIE estima que a oferta perdida de petróleo russo foi de 900 mil barris por dia (bpd) em abril e poderá atingir 3 milhões de bpd a partir de julho. No ano, isso reduziria a produção da Rússia a 9,6 milhões de bpd, marcando seu menor patamar desde 2004.

A UE propôs banir todas as importações de petróleo russo, medida que já foi tomada pelos EUA e alguns aliados ocidentais. O plano está enfrentando resistência dentro do próprio bloco, no entanto, e alguns de seus aspectos mais rígidos já foram abandonados.

No documento de hoje, a AIE cortou sua projeção para a oferta global de petróleo em 2022 em 100 mil bpd, a 99,2 milhões de bpd. Por outro lado, a agência com sede em Paris reiterou sua previsão de demanda mundial pela commodity este ano, em 99,4 milhões de bpd. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

Home Broker grátis e taxa de corretagem GRÁTIS para Ações. Partiu investir? Invista agora

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Julho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu