Siga nossas redes

Análise

Morning Call: Bolsonaro, Petrobras e os resultados de IRB e JHSF

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje, os destaques de ontem e a análise técnica do Ibovespa.

Publicado

em

O dia é positivo no cenário internacional enquanto os índices futuros americanos e as bolsas europeias têm altas nesta sexta (19). Na quinta (18), as bolsas americanas acumularam quedas, com preocupações quanto ao aumento dos juros de títulos do Tesouro americano e com o aumento da inflação levando a uma pausa na série de altas recentes nos mercados globais. Porém, o grande destaque da sessão desta sexta-feira na Bolsa brasileira fica para a repercussão das declarações do presidente Jair Bolsonaro após o reajuste de preços de combustíveis feito pela Petrobras na última quinta-feira que, a princípio, havia animado o mercado.

Em live nas redes sociais, Bolsonaro anunciou que a partir de 1º de março não haverá qualquer imposto federal incidindo sobre o preço do óleo diesel. O Presidente considerou o reajuste anunciado hoje pela Petrobras como “fora da curva” e “excessivo”. Ele disse que não irá interferir na estatal, mas disse que “alguma coisa vai acontecer nos próximos dias”, sem deixar claro o que será feito, o que deve impactar as ações da estatal na sessão desta sexta-feira (19).

No cenário corporativo, o destaque é para os resultados de IRB Brasil (IRBR3) e JHSF (JHSF3). A empresa de resseguros informou que totalizou um prejuízo totalizou R$ 620,2 milhões, comparável a um lucro de R$ 654,4 milhões nos últimos três meses de 2019 e ante o prejuízo de R$ 229,8 milhões no terceiro trimestre de 2020. Dessa forma, a empresa terminou 2020 com um prejuízo líquido acumulado para o ressegurador de R$ 1,5 bilhão, ante lucro de R$ 1,2 bilhão no mesmo período de 2019.

A empresa listou uma série de eventos pontuais que contribuíram para o prejuízo nos últimos três meses de 2020. Porém, mesmo excluindo estes impactos, o lucro líquido no 4T20 seria de apenas R$ 190,4 milhões, 71% abaixo em relação aos R$ 654,4 milhões atingidos no mesmo período de 2019.

Já a JHSF, dona de negócios de luxo como o shopping Cidade Jardim, os restaurantes Fasano, e o complexo de aeroporto e outlet Catarina, entre outros, também divulgou seus números do 4T20 na noite da última quinta-feira (18).

Mais uma vez, o segmento de incorporação imobiliária carregou os números da JHSF. A receita líquida alcançou R$ 394,6 milhões no trimestre, alta de 111,3%, e R$ 1,171 bilhão no ano, expansão de 84,4%. Já o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 206,6 milhões no trimestre, recuo de 33,2%, e totalizou R$ 837,5 milhões no ano, avanço de 33,5%. Por fim, o lucro líquido atingiu R$ 189,2 milhões no 4T20, queda de 10,4% ante o mesmo período de 2019. No acumulado do ano, a companhia obteve lucro líquido de R$ 638,9 milhões, aumento de 98,6% em relação ao ano anterior.

A queda nos resultados na comparação trimestral é explicada, principalmente, pela contabilização das Propriedades Para Investimento (PPI), que medem o valor dos empreendimentos do portfólio, mas sem efeito no caixa. Dessa forma, os números de JHSF devem animar o mercado nesta sexta-feira.

Análise Gráfica – IBOV

Nada muda e a briga dos 120k segue acirrada tendo o último fechamento abaixo desta região e levemente abaixo da média 9 do diário, ainda temos pela frente o suporte desta média no semanal e vamos ver se terá força para sustentar acima. Suporte 117.790 e resistência 120k e 125k.

Cenário global e bolsa brasileira ontem

Encerrando a quinta feira no mesmo movimento das bolsas de fora, o Ibov fechou o dia cotado aos 119.198,97 pts (-0,96%) enquanto o dólar fechou cotado a R$ 5,441 (+0,48%). Nos EUA, S&P fechou com -0,44%, Dow Jones com -0,38% e Nasdaq com -0,72%.

Divulgada a 2ª prévia do IGP-M de fevereiro com alta de 2,29% na comparação com a 2ª prévia de janeiro. No ano, a alta do índice chega aos 4,93% e no acumulado de 12 meses a alta é de 28,64%. Divulgado também o IPC-S da 2ª quadrissemana de fevereiro com 0,35%, não superando o resultado da mesma quadrissemana de janeiro, que teve alta de 0,40%.

Em divulgação dos resultados do 4ºtri/20, o Carrefour teve lucro de R$ 885 milhões, 31% a mais que o mesmo período de 2019 e com crescimento de 18% em seu EBITDA. As suas ações fecharam o dia com alta de 0,99%.

Já as ações da Petrobrás tiveram queda (PETR3: -0,88% e PETR4: -0,95%) após o anúncio de que a empresa vai subir os preços da gasolina e diesel amanhã.

A Cogna está próxima de realizar a troca de ativos com a Eleva. A ideia é que a Cogna adquira os sistemas de ensino da Eleva para sua subsidiária, Vasta, enquanto o interesse da Eleva é em adquirir as escolas de ensino fundamental. O valor de diferença na operação seria pago para a Cogna em ações da Eleva, uma vez que a empresa abrirá capital até a primeira metade de 2021.

Tivemos também estreia de negociação das ações da segunda maior exportadora de minério de ferro do Brasil, a CNS Mineração (CMIN3) com seu primeiro dia em queda de 1,1%.

No cenário internacional, a bolsa de Shanghai retoma  suas atividades após o feriado no ano novo lunar e em seu primeiro dia de negociação nessa semana fechou em alta de 0,55%.  Já nos EUA foram divulgados os números dos pedidos iniciais de seguro desemprego da semana passada em 861 mil novos pedidos ficando acima dos 765 mil de projeção de mercado.

Com projeção de queda de 2,4 milhões de barris nos estoques de petróleo, o resultado divulgado pela Energy Information Administration mostrou uma queda de 7,2 milhões de barris em estoque, evidenciando o aumento da demanda por petróleo nos EUA. Por último, as construções de novas casas nos EUA caíram 5,9% em janeiro, com 1,58 milhão, na comparação com dezembro, com 1,68 milhão de novas casas.

* Esse é um conteúdo de análise de um especialista de investimentos da Easynvest, sem cunho jornalístico. 

Inclua Amazon, Tesla, Netflix, Apple e Facebook na sua Carteira direto aqui do Brasil. Invista de um jeito fácil e seguro com a Easynvest!

Anúncio Patrocinado BDR BDR

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.