Siga nossas redes

Análise

Morning Call: Ibovespa repercute PEC dos Precatórios, além da inflação global

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Cenário global e bolsa de valores

Hoje no cenário externo, o foco estará sobre os dados de inflação de outubro nos EUA, que podem influenciar o atual posicionamento de política monetária expansionista do Federal Reserve, o qual já anunciou na semana passada a redução de estímulos através da recompra de títulos (Tapering) e agora os investidores estão de olho em uma possível elevação da taxa de juros antes do previsto, porém em 2022. Os dados de inflação na China já prejudicam o sentimento.

As bolsas asiáticas encerraram o pregão de hoje em baixa após forte aceleração da inflação na China. A taxa anual de inflação ao consumidor, conhecida como CPI, acelerou para 1,5% em outubro, ante 0,7% no mês anterior. A taxa anual de inflação ao produtor (PPI) saltou para 13,4% no mês passado, de 10,7% em setembro. É o maior patamar da série histórica iniciada em 1996. As bolsas europeias operam sem direção única, ligadas à cautela dos futuros de NY, que recuam à espera dos números de inflação ao consumidor americano. Na Alemanha, os dados vieram em linha com as expectativas: a taxa anual do CPI acelerou a 4,5% em outubro, no maior nível desde 1993, superando setembro (4,1%).

Futuros: Dow Jones (-0,12%), S&P 500 (-0,12%), Nasdaq (-0,12%); Petróleo: Brent a US$ 84,75 (-0,04%); WTI a US$ 83,72 (-0,51%); Ouro: – 0,23%, a US$ 1.826,90 a onça-troy na Comex; Treasuries: T-note de 10 anos em alta a 1,47610 (de 1,43940); Bolsas na Europa: Londres (+0,49%) a 7.309,4; Frankfurt (-0,27%) a 15.997,74; Paris (-0,10%) a 7.036,11; Madrid (+0,45%) a 9.115,70; Índice Stoxx 600 (+0,10%) a 482,10.

Cenário no Brasil 

A aprovação pela Câmara dos Deputados em segundo turno da PEC dos Precatórios deve repercutir nos mercado doméstico nesta quarta-feira, apesar de boa parte disso já estar precificado. Além disso, teremos uma série de balanços corporativos e com os investidores atentos aos dados de inflação nos Estados Unidos e ao IPCA de outubro aqui, divulgado pelo IBGE. O texto da PEC, medida prioritária para o governo por abrir espaço fiscal para viabilizar o pagamento do novo programa social Auxílio Brasil, foi aprovado na noite de terça-feira, porém agora ela irá ao Senado onde enfrentará uma oposição mais ativa e precisará ser aprovada em dois turnos ainda. Ou seja, um movimento positivo hoje, será um respiro dentro de uma guerra que ainda está no meio e não está vencida. A agenda do dia tem ainda falas do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, enquanto a safra de balanços do dia terá números de JBS, BRF, SLC Agrícola, Intermédica, Locaweb, Sulamérica, Totvs e Via Varejo.

Ibovespa

O Ibovespa fechou em alta na terça-feira, com ações de varejo em destaque, mas terminou se afastando da máxima do dia, com os investidores acompanhando o andamento da PEC dos Precatórios e analisando resultados corporativos, além da expectativa de dados de inflação no cenário global que serão divulgados hoje. O IBOV subiu 0,72%, a 105.535,08 pontos, com volume financeiro de R$ 27,5 bilhões.

O IBOV entrou em uma tendência de baixa no longo prazo ao cruzar abaixo da média móvel de 200 períodos e formar topos e fundos descendentes, além disso, um movimento de queda no curto prazo já foi consolidado, após operar abaixo da média móvel curta (21 períodos) e romper o fundo formado no dia 20 de setembro aos 107.500 pontos. Qualquer movimento positivo neste momento será considerado um repique de alta, dentro da tendência principal de baixa, portanto é necessário mais tempo e mais confirmações para reverter esta tendência.

Indicadores econômicos e eventos
EUA: Balanço de Walt Disney, após o fechamento do mercado
Brasil: Balanços de BRF, JBS, Copel, Oi, Energisa, Equatorial Energia, Even, Locaweb, Aliansce Sonae, Caixa Seguridade e SulAmérica e da Caixa Econômica Federal
Fipe: IPC semanal (5h)
Roberto Campos Neto participa, por meio de vídeo gravado, de evento relacionado à COP 26 (6h) VER NOTA
IBGE: IPCA de outubro (9h)
EUA/Deptº do Trabalho: CPI e Núcleo do CPI de outubro (10h30)
EUA/Deptº do Trabalho: Pedidos de auxílio-desemprego da semana até 06/11 (10h30)
EUA/Deptº do Comércio: Estoques no atacado em setembro (12h)
EUA/DoE: Estoques de petróleo da semana até 29/10 (12h30)
BC: fluxo cambial semanal (14h30)

Um combo de motivos para investir hoje: taxa zero de corretagem, liquidez, diversificação e boa rentabilidade. Invista em Fundos de Índice

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!