Siga nossas redes

Análise

Morning Call: no dia mais importante do mês, o Fed vai direcionar as bolsas

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

Cenário global e bolsa de valores

O foco dos investidores nesta quarta-feira devem voltar-se aos dados nacionais sobre a inflação pela manhã (IPCA-15), enquanto na parte da tarde os holofotes estarão sobre o comunicado de política monetária do Federal Reserve, nos EUA. Embora um aumento de 0,25 ponto percentual nos juros em março já esteja precificado, os investidores estão buscando detalhes sobre a magnitude, o ritmo e o número de altas para o ano em meio ao salto da inflação. Antes do comunicado do Fed, as bolsas globais subiam e o dólar rondava a estabilidade, enquanto o petróleo avançava para máximas recentes de sete anos devido às tensões entre Rússia e Ucrânia.

As bolsas da Ásia fecharam sem direção única nesta 4ªF com os investidores cautelosos à espera da reunião de hoje do Fomc, que deverá indicar os próximos passos da política monetária do Fed, nos EUA. As tensões geopolíticas entre Rússia e Ucrânia e a movimentação europeia por isso seguem no radar. Em Tóquio, o Nikkei perdeu -0,44%, em Hong Kong, no entanto, o Hang Seng subiu +0,19% e na China, o Xangai teve alta de +0,66%. As bolsas europeias estão operando em forte alta neste momento apesar da expectativa com a reunião de hoje à tarde do Fed. Vale destacar que a Europa também está no centro da tensão política entre Rússia e Ucrânia, com movimentação de tropas da Otan. Mais cedo, Londres subia +1,78%; Frankfurt, +2,06%; Paris, +2,05%; Madrid, + 2,16% e o índice Stoxx600, +1,85%. Com uma queda em torno de 2,5% no mês, as bolsas europeias podem estar dando um respiro no pregão de hoje, mas os desafios de curto prazo ainda estão vivos e devem voltar a pesar. 

Cenário no Brasil e Ibovespa

Junto com outros emergentes, o Brasil virou destino do investidor estrangeiro seguindo um fluxo potencial que poderá vir das commodities, na disposição da China para sustentar sua economia flexibilizando sua política monetária, em um quadro de inflação global e aumento do juro nos Estados Unidos. Enquanto Wall Street sofre com o Fed, o fluxo forte puxa o Ibovespa, derruba o dólar e alivia a curva do DI, mesmo com todos os riscos eleitorais, as incertezas sobre as contas públicas e a mudança do cenário externo, que uma hora será precificado aqui.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) foi de 0,58% em janeiro, 0,20 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de dezembro (0,78%). Nos últimos 12 meses, a variação do IPCA-15 foi de 10,20%, abaixo dos 10,42% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em janeiro de 2021, a taxa foi de 0,78%. Oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta em janeiro. A exceção foram os Transportes, cujos preços recuaram 0,41%, após a alta de 2,31% em dezembro.

O principal índice da bolsa brasileira disparou nesta terça-feira, mesmo com a queda em Wall Street, à medida que a alta de ações de bancos e da Petrobras superou a ansiedade do mercado norte-americano com a decisão de política monetária do Federal Reserve, hoje. Surfando na onda do dinheiro estrangeiro, o Ibov ganhou fôlego à tarde, cruzou a resistência gráfica dos 109,4 mil pontos e fechou em alta de 2,10%, a 110.203,77 pontos, perto do pico do dia (110.711,10), com giro de R$ 34 bi. No acumulado de janeiro, o saldo de investimento estrangeiro na B3 é positivo em R$ 21,07 bilhões. 

Indicadores econômicos e eventos
EUA: Balanços de AT&T e Boeing, antes da abertura, e de Tesla, Intel e Whirlpool, após o fechamento do mercado
Fipe: IPC da 3ª quadrissemana de janeiro (5h)
FGV: INCC-M em janeiro (8h)
FGV: Confiança da Construção em janeiro (8h)
IBGE: IPCA-15 de janeiro (9h)
BC/Setor externo: Conta corrente de dezembro (9h30)
Canadá: BoC divulga decisão de política monetária (12h)
EUA/Deptº do Comércio: vendas de moradias novas em dezembro (12h)
EUA/DoE: Estoques de petróleo da semana até 21/01 (12h30)
BC: Fluxo cambial semanal (14h30)
Tesouro divulga o Relatório Mensal da Dívida Pública de dezembro (14h30)
Tesouro divulga o Plano Anual de Financiamento (PAF) de 2022 (14h30)
EUA: Fed divulga decisão de política monetária (16h)
EUA: Coletiva com o presidente do Fed, Jerome Powell (16h30)

Diversifique a sua carteira e deixe que um gestor especializado cuida pra você! Invista em Fundos de Investimento!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10