Siga nossas redes

Análise

Morning Call: resultados corporativos tiram o peso da estagflação

Os principais fatos que podem impactar os mercados hoje e uma breve análise do índice Bovespa.

Publicado

em

Por: Hugo Carone

O mercado asiático fechou esta sexta feira em terreno positivo aliviando as pressões de venda das últimas semanas, mas ainda de olho no risco de uma estagflação. Justamente esse temor fez com que os mercado fosse impulsionado na expectativa de uma flexibilização da politica monetária. Com isso o HSI (Hang Seng) fechou em alta de 1,48% e na semana acumulou ganhos de 1,99%. Por enquanto o mês de Outubro trabalha em alta de 3,07% após 4 meses consecutivos de queda. Os empréstimos de médio prazo da China formam rolados pelo banco central nesta sexta feira sem alteração das taxas de juros.

Na Europa o comportamento das ações não está sendo diferente do fechamento Asiático. O mercado caminha para o melhor fechamento semanal depois de quase dois meses de queda. Após os primeiros resultados coorporativos sinalizando dados acima do esperado, o mercado corre para antecipar as próximas empresas que estarão no radar para divulgar seus balanços. Até o momento as altas por lá não superam a faixa de 0,50% e giram em torno dos 0,30%, entre eles DAX e FTSE com apenas 0,25%.

Os americanos continuam de olho nos dados de inflação e trabalho, mas que hoje dão uma trégua, já que o dado mais importante do dia seria das vendas no varejo. O ótimo desempenho de ontem levou o SP500, DOW e Russel a uma alta acima do que foi visto nas últimas semanas e puxado pelos primeiros resultados de empresas que estão sendo divulgados, destaque de ontem ficou por conta do Morgan Stanley e United Health. Lembrando que o minério de ferro era cotado em queda de -1,46% e o petróleo do tipo BRENT alta de 0,92%.

Por aqui o mercado já começa o dia de olho no IBC-Br que será divulgado junto da abertura do mercado futuro, 9:00 da manhã. Lembrando que novamente o BC interveio na moeda americana durante o último pregão, segurando a cotação no mesmo nível de preço dos últimos 7 pregões e hoje novamente terá atuação de mais 1 bilhão de doláres em contratos de swap cambial tradicional.

Ao longo do dia Bruno Serra (diretor de politica monetária) fará uma participação na live organizada pela Upon Global que ocorrre às 10hrs e Campos Neto fará uma palestra em um evento organizado pelo Goldman Sachs às 14hrs.

O índice da bolsa brasileira encerrou o pregão de ontem com uma leve queda aos 113.185,48 pontos e ainda acima das duas médias de curto prazo, 9 e 21. Olhando de forma mais macro, existe espaço para um respiro, pois a formação atual indica um OCO e para completar esta configuração seria necessário uma valorização no primeiro momento para que em seguida a realização retorne ao Ibovespa. Os próximo movimentos devem ser acompanhados de perto nos pontos indicados, 115.620 e 107.000.

Um combo de motivos para investir hoje: taxa zero de corretagem, liquidez, diversificação e boa rentabilidade. Invista em Fundos de Índice

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!