Siga nossas redes

Boletim IN$

O que explica o avanço dos frigoríficos na bolsa?

Programa destaca ainda avanço de 0,40% do dólar, para R$ 5,69.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 1 minuto

Em dia de divulgação da ata do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), que decidiu aumentar a taxa básica de juros, a Selic, de 7,75% para 9,25% ao ano, as ações das empresas de tecnologia e do segmento imobiliário registraram forte queda. O documento confirmou uma postura mais dura com relação à política monetária. Em contrapartida, os papéis dos frigoríficos MRFG3, JBSS3 e BRFS3 subiram. O dólar também avançou 0,40%, para R$ 5,69. O que explica essa reação do mercado?

O Boletim destaca ainda que a agência de classificação de risco Fitch Ratings reafirmou a nota de crédito soberano do Brasil em moeda estrangeira em “BB-“, com perspectiva negativa, o que esperar?

Com apresentação da jornalista Erica Martin, o programa conta com comentários de Murilo Breder, analista da NuInvest.

Veja também

  • O que fez o desempenho dos papéis da Magalu cair tanto no último ano?
  • Como os investimentos são afetados pelo come-cotas?
  • Transição energética pode ameaçar o futuro dos negócios da Petrobras? Entenda

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Compre Ações em apenas 3 cliques e aproveite taxa ZERO de corretagem! Invista já

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10