Siga nossas redes

Fin4She

Quando poderemos de fato comemorar o Dia da Mulher?

Mesmo estando em 2021, o quanto nós mulheres de fato progredimos?

Publicado

em

Chegamos em março, o mês da Mulher, do Dia Internacional da Mulher.

Para dizer a verdade, março é o mês “o” mês para a Fin4she. Estamos com nossas agendas lotadas. Muitos eventos, encontros e comemorações para celebrar as mulheres, o protagonismo feminino e a equidade de gênero.

Mais do que comemorar, eu trago aqui neste mês tão expressivo e importante uma nova reflexão: mesmo estando em 2021, o quanto nós mulheres de fato progredimos?

Eu, como uma boa sagitariana, tendo sempre ao otimismo e a acreditar que progredimos muito. Nós mulheres tivemos avanços incríveis na última metade do século. Porém, é impossível não questionar a fragilidade do nosso progresso enquanto mulheres até aqui.

Neste mês de março estamos completando um ano de pandemia global, cujos maiores impactos foram e ainda são sobre as mulheres. As mulheres fizeram tripla jornada: casa, trabalho e filhos. E muitas acabaram deixando o seu trabalho por conta dos cuidados domésticos com filhos e outros familiares.

O fato é que a pandemia deixou mais de metade das mulheres fora do mercado de trabalho. Segundo a Pnad Contínua, do IBGE, 8,5 milhões de mulheres já haviam deixado os seus empregos no terceiro trimestre de 2020. A taxa de participação das mulheres na força de trabalho ficou em 45,8%, uma queda de 14% em relação à 2019.

Uma outra consequência da pandemia foi a crescente disparidade salarial entre os gêneros. Um estudo do IPR (Institute for Policy Research) calcula que os salários das mulheres podem não se recuperar antes de 2040.

Eu já trouxe em outros artigos muitos dados sobre todo esse atraso e impacto para as mulheres em 2020. Por isso me questiono: qual o tom da nossa comemoração neste mês de março de 2021?

O que a pandemia nos ensinou é que o nosso progresso não está 100% blindado. Precisamos pensar e refletir como construir esse progresso em uma base sólida, pois nossos avanços ainda são frágeis.

Nosso caminho até agora foi construído pela vontade e talento das mulheres, que superaram dificuldades, abriram portas, lutaram e nos deixaram um legado.

Sim, tivemos muitos motivos para nos inspirar e acreditar em 2020. Um deles é o simples fato da Fin4she nascer e eu estar aqui, por exemplo. Eu acredito que estamos em um momento de despertar, com uma consciência e desejo de transformar muito grande. O nosso desafio é mudar e implementar ações práticas, que funcionem e perseverem.

Precisamos de pessoas engajadas e curiosas sobre o tema. Precisamos apoiar novas vozes, incentivar e trazer as mulheres para o mercado de trabalho. Temos que ser protagonistas das nossas histórias.

Precisamos ouvir as mulheres e ampliar o nosso olhar.

A minha mensagem em março de 2021 é que todas as nossas ações sejam plantadas em terra forte, cultivada, regada e cuidada. Para que possamos colher bons frutos por muitas e muitas gerações.

Que nenhuma outra tempestade seja capaz de tirar o que foi plantado, semeado e conquistado por todas nós até aqui.

Parabéns mulheres! E que a gente siga juntas e cada vez mais fortes.

Faça seu dinheiro começar a render mais hoje! Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.