Siga nossas redes

Lojas Marisa

LOJAS MARISAON NM
2,33
Reais (BRL - R$)
-2,51% Variação (Dia)
2,33 Mínimo (Dia)
2,42 Máximo (Dia)
Fechamento Anterior: 2,39
Abertura: 2,42

A Marisa SA (AMAR3) é a maior rede de moda feminina e lingerie do Brasil. A empresa desenvolve e comercializa diversos produtos de qualidade a preços atrativos. Assim, ela se tornou nacionalmente conhecida como uma marca feminina e moderna. Confira a seguir a cotação da AMAR3 e saiba mais sobre os dividendos e as ações das Lojas Marisa.

História das Lojas Marisa

A história das Lojas Marisa começa em 1948, com a abertura da primeira loja Marisa Bolsas em São Paulo. No ano seguinte, as lojas passaram a usar apenas o nome Marisa. E desde aquela época, a empresa tinha o objetivo de oferecer às mulheres roupas de qualidade por um preço atrativo. Na década de 1950, a empresa iniciou a expansão nacional, com lojas em: Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Manaus.

Nos anos 1990, a Marisa já estava presente em todas as regiões do país e inaugurou sua primeira loja em shopping center. A partir de 1999, a empresa adotou um novo modelo de loja, a Marisa Ampliada, com moda feminina, masculina e infantil. No mesmo ano, a companhia lançou o Cartão Marisa e a loja virtual Marisa.

No início dos anos 2000, começou uma fase de modernização, ampliação e padronização das Lojas Marisa para atualizar a imagem da marca. Em 2006, entrou em funcionamento a SAX, instituição financeira com o objetivo de oferecer crédito pessoal para clientes selecionadas do Cartão Marisa. E, no ano seguinte, a empresa abriu capital na Bolsa de Valores.

Quem são os acionistas da Marisa

Conforme dados da empresa, os acionistas da Marisa, em abril de 2022, eram: os controladores (53,64%) e Versa Gestora de Recursos (7,94%). Além disso, 37,97% das ações estavam em circulação, 0,39% eram ações dos administradores e outras 0,06% estavam em tesouraria.

AMAR3 paga dividendos?

Desde o IPO (2007), a AMAR3 pagou dividendos apenas até 2014 (exercício social). Entre 2015 e 2022, a companhia não distribuiu dividendos aos acionistas, porque acumulou prejuízos em todos os anos, exceto 2018.