Siga nossas redes

ESG

ONU: cidades podem impulsionar combate às mudanças climáticas e oferecer solução

O relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas concluiu que as infraestruturas e atividades urbanas causam dois terços das emissões da atualidade.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 2 minutos

01/03/2022 REUTERS/Carlo Allegri

As cidades do mundo são grandes impulsionadoras das emissões que aquecem o planeta, mas podem desempenhar um grande papel no combate às mudanças climáticas no futuro próximo.

Especialistas da ONU expuseram na segunda-feira (5) maneiras para controlar as emissões e conter as mudanças climáticas, incluindo um capítulo sobre ações que poderão ser seguidas por planejadores urbanos.

O relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas concluiu que as infraestruturas e atividades urbanas causam dois terços das emissões da atualidade.

Isso significa que as cidades podem potencialmente “resolver dois terços do problema. Isso é bem empolgante”, disse a geógrafa da Universidade de Yale Karen Seto, uma das principais autoras.

Muitas cidades já estão trabalhando para isso. Londres introduziu taxas sobre a circulação de veículos altamente poluentes em seu centro urbano, e Paris proibiu o trânsito de carros movidos a diesel.

Outras ações que podem ser tomadas incluem o aprimoramento da eficiência energética em prédios, o desenvolvimento das ruas para evitar congestionamentos, o plantio de “telhados verdes” e a instalação de mais parques e o plantio de árvores para remover emissões de carbono e deixar as cidades mais frescas, aponta o relatório.

O planejamento e o incentivo à densidade populacional é recomendado também para prevenir o espalhamento para áreas suburbanas e rurais, que é menos eficiente do ponto de vista energético e ajuda a destruir habitats naturais.

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.