Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: destituição na Petrobras e CPI da Covid

Em fase menos restritiva que a emergencial, São Paulo vê movimentação no comércio informal.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Pessoal transitam em comércio popular no Rio de Janeiro, Brasil. 16/09/2020. REUTERS/Ricardo Moraes.

1- Assembleia da Petrobras aprova destituição de Castello Branco

A Petrobras anunciou, em comunicado ao mercado na noite na segunda-feira (12), a destituição de Roberto Castello Branco do cargo de membro do Conselho de Administração, o que acarretou na sua saída também da presidência da companhia. O nome indicado pelo presidente Jair Bolsonaro como novo presidente da estatal é o do general Joaquim Silva e Luna. O anúncio ocorreu após Assembleia Geral Extraordinária da estatal.

“Em decorrência da vacância na presidência da companhia, o presidente do Conselho de Administração nomeou como presidente interino da companhia o diretor executivo de Exploração e Produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, até a eleição e posse de novo presidente”, informou a companhia.

2- Fase vermelha movimenta ruas de SP com drive-thru e comércio informal

Em São Paulo, o primeiro dia de retorno à fase vermelha do plano estadual de combate à covid-19 foi marcado por aumento da movimentação nos principais centro de comércio popular da capital na segunda-feira, 12. Nos restaurantes, a retomada é mais lenta. Nesta fase, menos restritiva que a emergencial, podem funcionar apenas serviços essenciais, como mercados e farmácias; lojas e restaurantes têm autorização para oferecer drive-thru, delivery e take away (retirada).

O atendimento presencial das lojas de material de construção, embora já estivesse permitido por meio de liminar judicial, agora passa a ser autorizado. Também foi autorizada a reabertura das escolas de ensino básico na cidade.

A Rua 25 de Março, um dos principais centros de comércio popular, esteve movimentada ao longo da manhã. A maioria dos estabelecimentos seguiu a recomendação de entregar produtos que já haviam sido encomendados pelo telefone, site ou whatsapp; outros fizeram a venda ali mesmo na hora, sem deixar o cliente entrar na loja. “Conseguimos dobrar as vendas que vínhamos fazendo só pelo site”, diz o funcionário de uma loja de armarinhos.

3- Petrobras conclui oferta de recompra de títulos

A Petrobras concluiu oferta de recompra de títulos, informou a companhia em comunicado ao mercado nesta segunda-feira.

O volume de principal validamente entregue pelos investidores foi de US$ 2,496 bilhões, enquanto o montante total pago a esses investidores foi de cerca de 2,72 bilhões.

Como o montante total ofertado pelos investidores na oferta de recompra ficou dentro do limite de US$ 3,5 bilhões, o volume total ofertado em cada uma das séries foi aceito.

4- China tem superávit comercial de US$ 13,8 bilhões em março

A China teve superávit comercial de US$ 13,8 bilhões em março, informou nesta terça-feira (13) a Administração Geral Aduaneira do país. O resultado ficou aquém das expectativas de economistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que previam saldo positivo de US$ 49,2 bilhões no mês.

Em março, as exportações chinesas tiveram alta de 30,6% em relação a igual mês de 2020, também abaixo das previsões de economistas, que esperavam crescimento de 40%. No primeiro bimestre do ano, as exportações avançaram 60,6% na comparação interanual.

O país registrou ainda crescimento de 38,1% das importações em março ante igual período do ano passado, acima da expectativa do mercado, de alta de 25%. O dado também ficou acima do crescimento de 22,1% apurado no primeiro bimestre.

Segundo um porta-voz da administração aduaneira chinesa, o superávit comercial do primeiro trimestre de 2021 representa um crescimento de dois dígitos mesmo em relação a igual período de 2018 ou 2019, antes da pandemia de covid-19.

5- Senador diz ter assinaturas para ampliar investigação da CPI da Covid

Senadores governistas trabalham para que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM- MG), tenha mais de uma opção de comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar eventuais omissões no combate à pandemia. Uma das opções é que o colegiado se concentre apenas em ações do governo federal e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados. A outra, que tem o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) à frente do recolhimento de assinaturas, quer que a investigação seja mais ampla para incluir, além do governo federal, estados e municípios.

O regimento da Casa exige o mínimo de 27 assinaturas para a criação da comissão. A assessoria de Girão disse na manhã desta segunda-feira (12) que 34 assinaturas, para essa investigação mais ampliada, já estavam confirmadas. No entanto, o requerimento ainda não foi protocolado no Senado. Pacheco deve ler esta semana no plenário da Casa o requerimento de instalação de uma dessas comissões.

A movimentação ocorre em meio à determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso de que o presidente do Senado instale a CPI para investigar as ações de enfrentamento à covid-19. A decisão de Barroso tem a ver com o pedido de investigação restrito ao governo federal. Na próxima quarta-feira (14), o plenário do STF analisa a decisão de Barroso. A expectativa é que o os ministros confirmem a decisão de instalar a comissão de inquérito, mas deleguem ao Senado avaliar a forma de funcionamento do colegiado.

(*Com informações de Agência Brasil, Reuters e Estadão Conteúdo)

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.