Siga nossas redes

Geral

5 fatos para saber hoje: confiança da indústria; IMC quer aumentar capital

A IMC é dona das redes KFC, Pizza Hut, Viena e Frango Assado no Brasil.

Publicado

em

por

InvestNews
trabalhador indústria

1 – Confiança da indústria cresce 15,2 pontos na prévia de junho, diz FGV

O Índice de Confiança da Indústria, divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve um aumento de 15,2 pontos na prévia de junho deste ano, em comparação com o dado consolidado de maio deste ano. Com o resultado, o indicador atingiu 76,6 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

Caso a prévia se confirme no resultado consolidado de junho, essa será a maior alta mensal da história da pesquisa.

O avanço da confiança em junho é resultado da melhora da avaliação dos empresários em relação ao presente e, principalmente, da confiança para os próximos três e seis meses.

Segundo a FGV, o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, teve crescimento de 20,6 pontos, para 75,5 pontos, recuperando nos últimos dois meses mais da metade da queda observada em abril.

2 – Europeias ameaçam cortar investimentos contra desmatamento

Sete grandes empresas de investimento europeias disseram à “Reuters” que vão deixar de investir em produtores de carne, operadoras de grãos e até em títulos do governo do Brasil se não virem progresso rumo a uma solução para a destruição crescente da Floresta Amazônica.

As ameaças cada vez maiores de investidores com mais de US$ 2 trilhões em ativos administrados, como o finlandês Nordea e a britânica Legal & General Investment Management (LGIM), mostram como o setor privado está adotando ações globais para proteger a maior floresta tropical do mundo.

O desmatamento na Amazônia brasileira atingiu uma máxima de 11 anos em 2019, no primeiro ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro, e aumentou outros 34% nos cinco primeiros meses de 2020, de acordo com dados preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O presidente afrouxou as proteções ambientais e pediu mais mineração e agricultura na região.

3 – IMC contrata XP como assessor financeiro para possível aumento de capital

A IMC, dona das redes KFC, Pizza Hut, Viena e Frango Assado no Brasil, contratou a XP Investimentos, além do BTG Pactual, como assessor financeiro para um potencial aumento de capital.

No último dia 4, a empresa já havia anunciado a contratação do BTG como assessor e que avaliava a possibilidade de captação de recursos, que poderá ocorrer tanto por meio de uma oferta pública de distribuição de ações ou via aumento de capital com subscrição privada. Em fato relevante, a empresa reafirma que até o momento não definiu ou aprovou quaisquer termos e condições para o potencial aumento de capital e que a operação continua sujeita às condições de mercado e às aprovações necessárias.

4 – Justiça do Trabalho recebeu 7,7 mil ações, desde o início da pandemia

A Justiça do Trabalho recebeu mais de 7,7 mil ações trabalhistas desde o início da pandemia do novo coronavírus no país. De acordo com levantamento feito pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), os números referem-se ao período entre janeiro e maio e incluem todas as varas e tribunais do trabalho do Brasil. 

As principais demandas que foram ajuizadas pelos trabalhadores na primeira instância, porta de entrada da Justiça trabalhista, tratam da cobrança de verbas rescisórias que não foram pagas pelo empregador. Somente essa questão equivale a 22,9% (1,5 mil) do total de processos. Desde o início das medidas de isolamento social, muitas empresas não conseguiram manter o quadro de funcionários e fizeram demissões. 

Em segundo lugar, aparecem as ações para liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representaram 12,58% das ações. 

Os empregados dos setores da indústria, serviços, turismo, alimentação e comunicações foram responsáveis pela maioria das ações. 

5 – Transporte entre portos teve alta de 11,3% este ano

Em meio à pandemia da Covid-19, o setor portuário no Brasil acabou registrando um desempenho positivo. A cabotagem (transporte marítimo entre portos dentro do país) cresceu 11,3% entre janeiro e abril ante igual período do ano passado, segundo dados do Ministério da Infraestrutura. No total, o setor transportou 60,8 milhões de toneladas no período. “Mesmo com a crise, tivemos aumento. Mostra que é um setor resiliente”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Segundo o ministério, o desempenho está relacionado principalmente ao crescimento no transporte de granéis líquidos e gasosos (10,1%) e a alta de 58,1% no transporte de granéis sólidos no período.

Na movimentação geral, o setor portuário também registrou crescimento, com alta de 3,7% entre janeiro e abril. Em toneladas, o volume transportado foi de 340,4 milhões. Do total, 65,2% das cargas foram operadas pelos portos privados e 34,8% pelos portos públicos. Assim como na cabotagem, a movimentação de granéis líquidos e gasosos contribuiu para o resultado, após alta de 15,1%.

A safra deste ano, que deve ser recorde, é um dos fatores que colaboram para esse cenário, junto do real desvalorizado. “Tinha essa combinação de safra recorde, câmbio e logística funcionando”, afirmou Freitas.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Proteja seu patrimônio das variações cambiais ou ganhe dinheiro com elas. Invista em Contratos de Dólar pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.