Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Corretoras ampliam serviços, Intelbras pede IPO e fim do IGP-M?

Corretoras poderão prestar serviços de pagamentos; empresa catarinense faz pedido de IPO e QuintoAndar adota IPCA em contratos de aluguel

Publicado

em

contrato-imóvel-casa

Corretoras poderão prestar serviço de pagamento

A partir de janeiro de 2021, as corretoras de valores poderão prestar serviço de pagamento aos seus clientes, publicou o Banco Central nesta sexta-feira. Agora, as empresas deverão optar entre manter as contas de registro de valores para investimentos e transações, ou então, começar a utilizar contas de pagamento.

“Independentemente da modalidade escolhida, os recursos mantidos nas contas, enquanto não comprometidos com a liquidação de operações em nome dos clientes, deverão ser aplicados em títulos públicos federais ou mantidos como disponibilidades pelas sociedades de intermediação”, afirmou o BC.

Ainda segundo o Banco Central, a medida deve ampliar a atuação de corretoras, aprimorar a gestão de recursos e incentivar a concorrência entre prestadores de serviços de pagamento.

Intelbras faz pedido para IPO

A catarinense Intelbras pediu à Comissão de Valores Imobiliários (CVM) para realizar a sua oferta pública de ações. Fundada em 1.976, a companhia produz e vende produtos e soluções em segurança eletrônica, controles de acessos, redes de comunicação e energia solar. Com os recursos levantados no IPO, a empresa pretende investir nas suas fábricas e em novas aquisições.

Nos primeiros nove meses deste ano, a receita operacional líquida da companhia totalizou R$ 1,46 bilhão, representando um aumento de 20,2% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido foi de R$ 121,2 milhões no período, alta de 2,6% em relação à mesma etapa de 2019.

QuintoAndar adota IPCA em contratos

A partir desta segunda-feira, 30,  todos os novos contratos de aluguel firmados pela plataforma QuintoAndar serão reajustados pelo IPCA – o Índice de Preços ao Consumidor.

Com o salto do IGP-M em mais de 20% no acumulado dos últimos doze meses, muitos que moram de aluguel perderam o sono, já que a maioria dos salários não acompanhou a alta.

Com o aumento do volume de contratos de aluguel sendo renegociados pela plataforma, e os inquilinos optando por trocar de imóvel por não conseguir chegar a um acordo com os proprietários, a startup tomou a iniciativa defendida há tempos por alguns especialistas do mercado.

Embora o IGP-M seja o índice oficial de correção do mercado imobiliário há mais de 30 anos, ele é questionado por sua composição. Como o próprio nome sugere, o IPCA reflete melhor o custo de vida dos consumidores, enquanto o IGP-M mostra os custos para o setor produtivo.

Leia mais:

IGPM pode bater recorde em 2020; como fica o aluguel?

Apesar de desistências, número de IPOs em 2020 já é o maior em 13 anos

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!