Siga nossas redes

Geral

Ficou sabendo? Vaza número de Bolsonaro, demissões na Heineken e auge da Uber

Novo vazamento pode ter exposto em fevereiro 100 milhões de contas de celular das operadoras Vivo e Claro; Heineken vai demitir 8 mil funcionários

Publicado

em

por

InvestNews

Novo vazamento de dados expõe número de Bolsonaro e Fátima Bernardes

Um novo vazamento de dados na internet pode ter exposto mais de 100 milhões de contas de celular neste mês de fevereiro.

Entre as informações vazadas estão o número de celular do presidente Jair Bolsonaro e da apresentadora Fátima Bernardes, além do jornalista William Bonner. Os dados estavam disponíveis para a compra na dark web desde o dia 3 de fevereiro e incluía informações como CPF, número de celular, tipo de conta telefônica, minutos gastos em ligação e outros dados pessoais.

Ao todo, 102.828.814 contas foram vazadas e, a princípio, acredita-se que pertencem a usuários das operadoras Claro e Vivo. 

Fora do Brasil, o criminoso estaria vendendo as informações individualmente ou por pacotes, inicialmente ao valor de US$ 1 cada, mas com preços ainda menores se os dados fossem adquiridos em grande quantidade. O hacker ainda afirmou que possui informações de 57,2 milhões de contas telefônicas da Vivo e de 45,6 milhões de contas da Claro.

A crise chegou a Heineken

Heineken planeja cortar 8 mil empregos em meio ao impacto do fechamento de bares e restaurantes devido às restrições da pandemia.

As demissões, que respondem por quase 10% da força de trabalho, fazem parte de uma meta de 2 bilhões de euros em economias brutas até 2023. Cerca de 20% dos empregos na sede da cervejaria devem ser eliminados no primeiro trimestre deste ano.

Ações da Uber saltam quase 6% após divulgar balanço

As ações da Uber subiram quase 6% na bolsa de Nova York após a divulgação dos seus resultados no último trimestre. 

Com um faturamento de US$ 3,1 bilhões, a companhia conseguiu ficar em linha do que era esperado. A empresa conseguiu diminuir os prejuízos, apesar da queda de 15% ante o mesmo período de 2019.  

Apesar da pandemia de covid-19, a Uber ganhou terreno no mercado de delivery e entrega de comida, triplicando o tamanho do Uber Eats no último ano, com uma alta de 224% no faturamento.

Leia também:
Golpe do PIX se multiplicam: saiba quais são e evite cair em armadilhas.

*Com informações da Agência Estado

Ganhe dinheiro com hospitais, shoppings e outros empreendimentos, tudo com taxa ZERO de corretagem! Invista em Fundos de Investimento Imobiliários

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!