Siga nossas redes

Geral

Gastar fortunas com viagens é nova tendência entre Tiktokers

Tópico ‘preparação para as férias’ tem mais de 81 milhões de visualizações, e hashtags ajudam os vídeos a acumular milhares de visualizações e comentários.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 8 minutos

Voos e hotéis não são os únicos custos crescentes para viajar. Alguns turistas estão gastando milhares de dólares em “preparação para as férias” antes mesmo de fazer as malas. Criadores de conteúdo do TikTok e do Instagram estão mostrando o autocuidado e outros compromissos de última hora que fazem nos dias que antecedem suas férias.

No TikTok, o tópico “preparação para as férias” tem mais de 81 milhões de visualizações, e hashtags como #vacayprep e #vacationpreparation ajudam os vídeos a acumular milhares de visualizações e comentários.

Crédito: Envato

Além de vídeos mostrando as malas feitas de última hora e observando que os passaportes devem ser guardados com segurança, muitos mostram mulheres equilibrando cuidados com cabelo, unhas e outros compromissos de beleza, além de roupas que compram antes da viagem.

Descanso ou ansiedade?

Férias costumavam significar fugir do trabalho, da família e das responsabilidades. Mas viajar na era das redes sociais vem junto de ansiedade de desempenho, não importa quão longe da rede você esteja. Monique Smith, uma TikToker de Toronto, começou a se preparar para as férias quando começou a postar regularmente. “Isso me deixa confiante, especialmente se estou me colocando na câmera”, diz ela.

Em um vídeo narrando sua rotina antes das férias recentes, ela detalhou quanto custam suas tranças, manicure e cílios. Ao todo, ela gastou C$ 1.045 (US$ 785).

“Algumas pessoas dizem que é muito, mas muitas das mulheres que comentam dizem: ‘Ah, na verdade eu gasto mais do que isso’”, diz Smith.

“É bom ser transparente com o que você realmente está gastando. Também mostra o quanto as coisas estão começando a melhorar.”

Monique Smith, TikToker de Toronto.

Viagem e beleza. Crédito: Envato

Um ano atrás, os cílios em seu salão normal custavam C$ 100, mas hoje custam C$ 150, diz ela.

Os preços documentados em alguns vídeos na internet foram suficientes que Aspen Cierra Evans, uma fotógrafa de viagens baseada em Atlanta, desejasse fazer um pausa e refletir.

“Vi um TikTok em que alguém postou que gastou alguns milhares de dólares para fazer cabelo e as unhas – todas essas coisas. Não sei o que é, mas não tenho vários milhares de dólares para gastar nos preparativos para viagem. Você nem pousou no destino e já gastou muito dinheiro”.

Aspen Cierra Evans, fotógrafa de viagens.

Evans costuma gastar dinheiro com sua aparência; dependendo da viagem, ela marca uma manicure, faz as sobrancelhas e cuida do penteado para mantê-lo durante a viagem.

Mas o aumento do custo do cabelo e de outros serviços de beleza, bem como das “transações” de moda rápida nas redes sociais, a levaram a examinar os padrões de beleza que as pessoas seguem para um clique pitoresco no Instagram, bem como as dívidas para manter esse padrão.

Custos pré-viagem aquecem serviços locais

“Muitas pessoas que vêm para cá estão saindo da cidade”, diz Lauren Woods, gerente de loja de um posto avançado do Sugaring Salon em West Palm Beach, Flórida, uma das muitas empresas com picos no planejamento pré-viagem. Ela diz que seus clientes geralmente vão para locais de clima quente.

“Para a Jamaica, Porto Rico. Eles geralmente vêm aqui dois dias antes para fazer uma cera de perna, brasileira [cera] e lifting de cílios com queratina. Para quem recebe os três, o preço é de US$ 259 antes dos impostos e da gorjeta”, diz.

Gastos com beleza

Uma mulher americana gasta em média US$ 877 por ano com aparência, principalmente em cuidados com a pele e produtos para o cabelo, cortes de cabelo e coloração, de acordo com uma pesquisa publicada em novembro pela Advanced Dermatology, uma clínica da região de Chicago. Em média, os homens gastam um pouco menos, US$ 592 por ano. Uma em cada seis pessoas diz que gasta mais com beleza e bem-estar do que pode pagar.

Lakyn Carlton, estilista pessoal e educadora de moda sustentável em Los Angeles, observa que, para algumas mulheres negras, fazer tranças ou outros penteados protetores ajuda a economizar tempo que elas gastariam com o cabelo durante as férias. Os consumidores parecem estar reduzindo as compras de luxo e roupas em particular, mas a indústria da beleza mostra menos sinais de desaceleração.

“Como os consumidores gastaram mais em viagens reais, é quase um dar e receber”, diz Jessica Ramírez, analista sênior de pesquisa de varejo da Jane Halli & Associates. Os consumidores que sabem quanto vão gastar em um voo podem optar por reutilizar um maiô do ano anterior ou alugar um vestido para o casamento do destino para o qual vão, diz ela. Essa lógica não se aplica à beleza.

As unhas com gel pré-viagem são populares há muito tempo porque têm menos probabilidade de lascar; com as redes sociais destacando a rotina, pode parecer ainda mais essencial para os espectadores impressionáveis.

batom máscara pandemia
Shuttersotck

E já se foram os dias em que trazer seus próprios produtos de beleza significava comprar um mini frasco de sabonete líquido Dove de US$ 2 na farmácia. Marcas sofisticadas como Tata Harper agora vendem frascos de soros, produtos de limpeza e hidratantes aprovados pela TSA em kits que custam mais de US$ 80.

Ser transparente sobre sua rotina pode ser benéfico até certo ponto. Também pode perpetuar os próprios padrões que os criadores estão mostrando.

“A transparência é sempre uma coisa boa, mas não sei se ela está necessariamente mudando a cultura da beleza. Na verdade, pode ser mais válido ver isso refletido e normalizado em outras pessoas. É uma maneira de se conectar com outras pessoas e pensar: ‘Ah, eu também faço isso. É normal e está tudo bem’.”

Jessica DeFino, crítica da cultura da beleza DO Unpublishable.

Para Maria Kalpakian, a preparação para as férias depende de vários fatores – tudo uma questão de tempo.

“Se vou fazer preenchimento labial, faço com uma ou duas semanas de antecedência”, diz ela. “Eu faço minhas unhas, sobrancelhas e bronzeamento artificial no dia anterior, para que durem mais. E fiz depilação a laser, então não preciso me preocupar com a depilação.”

A estudante de arquitetura, que mora em Buenos Aires, começou a documentar o processo em seu TikTok particular depois de ver os vídeos Get Ready With Me da influenciadora Alix Earle.

Kalpakian estima que ela gaste cerca de US$ 750 em tais tratamentos antes de cada viagem, principalmente porque ela quer parecer e se sentir melhor nas fotos que tira em suas viagens. “Caso contrário, sinto-me julgada ou observada pelos outros”, diz ela.

Todos esses tratamentos falam sobre o que o TikTok chama de “alta manutenção para baixa manutenção”, um termo relacionado ao trabalho necessário para parecer que você “acordou assim”. À medida que os usuários registram cada vez mais suas #rotinasdebeleza e postam vídeos #grwm (prepare-se comigo), eles também estão revelando o esforço envolvido em manter a foto pronta, tanto no dia a dia quanto em uma praia cênica na Itália.

“Os padrões de beleza estão tão enraizados na sociedade e dentro de nós mesmos que, para muitas pessoas, é quase impossível se divertir se você não se sentir bem. Na verdade, tornou-se a base da existência.”

Jessica DeFino, crítica da cultura da beleza DO Unpublishable.

Quanto Evans, a fotógrafa de viagens, está disposta a gastar, em última análise, depende do objetivo de sua viagem. É para trabalhar, passear ou desconectar?

“Se estou viajando e só quero experimentar as coisas, não estou realmente me importando com o que estou vestindo”, diz ela. “Mas se estou de férias – quero relaxar, quero tirar fotos fofas – provavelmente estou disposto a gastar mais com a aparência do meu cabelo e unhas e com as roupas que estou levando.”

Mesmo assim, ela tem apenas uma viagem planejada para este verão, para Nova York. Voar é muito caro para justificar qualquer outra coisa.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.