Siga nossas redes

Geral

‘Lockdown’ é eleita a palavra do ano 2020 pelo dicionário Collins

“Lockdown” foi usada no Brasil para se referir à restrição máxima de circulação para conter o vírus.

Publicado

em

por

InvestNews

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Confinamento

Lockdown” foi eleita a palavra do ano 2020 pelo grupo que publica o dicionário Collins. Ela faz referência à medida mais restritiva adotada por vários governos ao redor do mundo para limitar a disseminação do novo coronavírus. O Collins registrou mais de 250 mil usos do termo em 2020, contra apenas 4 mil no ano passado.

LEIA MAIS: Pandemia e PIB: por que alguns países devem sair mais prejudicados que outros?

A palavra em inglês também foi adotada no Brasil, e pode ser traduzida por “confinamento”. Mas por aqui, “lockdown” foi usado como sendo a mais rigorosa medida de restrição de circulação de pessoas e de fechamento de comércios e serviços.

A palavra “lockdown” aparece em uma lista de dez verbetes – vários deles relacionadas à pandemia – estabelecida pelos lexicógrafos de Collins, que estudam a evolução da língua inglesa.

  • Coronavírus: grupo de vírus que causam infecções no trato respiratório, incluindo o Covid-19.
  • BLM: abreviação de Black Lives Matter, movimento negro dos EUA;
  • Trabalhador essencial: empregados chaves para o funcionamento da sociedade;
  • Licença temporária: afastamento dado a trabalhadores durante a quarentena;
  • Auto-isolamento: quarentena de quem é suspeito de estar com uma doença contagiosa;
  • Distanciamento: manter distância entre os outros para prevenir contra contminação;
  • Megxit: contração de “Meghan” e “exit” (saída), uma alusão ao Brexit para se referir à saída do Príncipe Harry e sua esposa Meghan da família real britânica;
  • TikToker: pessoa que regularmente compartilha vídeos no aplicativo TikTok;
  • Mukbang: um fenômeno originário da Coreia do Sul que consiste em se filmar comendo grandes quantidades enquanto interage com seus seguidores.

Palavra do ano de 2019

No ano passado, o dicionário Collins escolheu não uma “palavra do ano”, mas sim uma “expressão”: “greve pelo clima”.

A escolha se deu diante dos protestos pelo clima que se espalharam pelo mundo todo. O termo, associado especialmente a um movimento global pelo clima liderado pela ativista sueca de 16 anos Greta Thunberg, descreve protestos nos quais adolescentes faltam às aulas, ou adultos se ausentam do trabalho, para pleitear uma ação mais rápida contra as ameaças climáticas.

Opere com as melhores ferramentas para trader e corretagem ZERO em Ações! Comece já

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu