Siga nossas redes

Geral

Zelenskiy pedirá mais ajuda à Ucrânia em discurso ao Congresso dos EUA

Presidente da Ucrânia fará apelo urgente por mais ajuda no combate a uma invasão russa que trouxe morte e destruição e enviou uma onda de refugiados fugindo de seu país.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Zelenskiy pedirá mais ajuda à Ucrânia em discurso ao Congresso dos EUA
Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, durante pronunciamento em Kiev 04/03/2022 Serviçon de Imprensa da Presidência da Ucrânia/Divulgação via REUTERS

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, fará nesta quarta-feira (16) um apelo urgente ao Congresso dos Estados Unidos por mais ajuda no combate a uma invasão russa que trouxe morte e destruição e enviou uma onda de refugiados fugindo de seu país.

O discurso virtual de Zelenskiy aos membros da Câmara dos Deputados e do Senado, marcado para as 10h (horário de Brasília), chega um dia depois que ele fez um apelo ao Parlamento do Canadá por mais sanções do Ocidente contra a Rússia e pela imposição de uma zona de exclusão aérea sobre a Ucrânia.

Uma zona de interdição de voo é um passo que o presidente dos EUA, Joe Biden, e seus aliados da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) resistem em dar por medo de uma escalada da guerra que começou com a invasão da Rússia à Ucrânia em 24 de fevereiro. Biden sancionou na terça-feira a lei que dá 13,6 bilhões de dólares em ajuda de emergência à Ucrânia para ajudá-la a obter mais armamento e assistência humanitária.

Zelenskiy procurou nas últimas semanas apoio ao seu país em vários discursos para o público estrangeiro, incluindo também os Parlamentos europeu e britânico.

O apoio à Ucrânia é um raro exemplo em que republicanos e democratas se alinharam em um Congresso norte-americano fortemente dividido, com alguns legisladores de ambos os partidos incitando Biden a ir mais longe na ajuda à Ucrânia. Há algum apoio bipartidário no Congresso para o envio de aviões de combate para a Ucrânia.

O líder republicano do Senado, Mitch McConnell, disse na terça-feira aos repórteres que não espera que Zelenskiy peça o envolvimento direto dos EUA ou uma zona de interdição de voo, o que poderia exigir que as forças da Otan disparem contra aeronaves russas.

“Mas há muitas armas que são extremamente eficazes para controlar o ar”, disse McConnell, citando aviões de guerra que a Polônia se ofereceu para fornecer à Ucrânia.

O discurso será transmitido ao vivo, ao contrário de uma conversa particular que Zelenskiy teve em 5 de março com parlamentares norte-americanos, durante a qual ele fez um apelo para que os aviões ajudassem a Ucrânia a resistir aos ataques aéreos da Rússia.

“Não estamos pedindo muito. Estamos pedindo justiça, um apoio real”, disse Zelenskiy aos parlamentares canadenses na terça-feira.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que cerca de 3 milhões de pessoas fugiram da Ucrânia, principalmente mulheres e crianças, e estão buscando segurança nos países vizinhos, principalmente na Polônia.

Biden anunciou a proibição das importações de petróleo e outras importações de energia da Rússia e pediu a suspensão do status comercial preferencial dado à Rússia, o que proporciona a seus produtos exportados tarifas mais baixas na arena internacional. A Câmara dos Deputados dos EUA está tentando aprovar legislação em resposta ao pedido de Biden esta semana.

Veja também

Garanta o futuro tranquilo que você merece. Invista em Previdência Privada!

Anúncio Patrocinado Super Week Temporada de balanços Super Week Temporada de balanços
ANÚNCIO PATROCINADO      Conheça a carteira recomenda de dividendos

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Carteira Top 10