Siga nossas redes

Cafeína

As diferenças entre os 11 tipos de fundos multimercado

Renda fixa ou variável? Nos fundos multimercado, um gestor mescla os diferentes tipos de investimentos de acordo com o melhor cenário disponível no mercado.

Publicado

em

Se você está buscando diversificar os seus investimentos em busca de mais rentabilidade, liberdade e flexibilidade, os fundos multimercado podem ser uma boa alternativa. Por permitirem a aplicação em diferentes mercados e com diferentes tipos de estratégias, os fundos ampliam o leque de opções para que o investidor encontre o produto mais adequado ao seu perfil.

Sempre que os juros das aplicações de renda fixa caem e perdem a atratividade, os fundos multimercado aparecem como uma alternativa mais rentável. Eles podem ser considerados como um passo à frente na escala de sofisticação dos investimentos. O motivo é que, ao aplicar dinheiro em um fundo multimercado, você permite que o gestor adote uma variedade enorme de estratégias: ele pode investir em ações, em moedas, em renda fixa, no exterior e até fazer alavancagem. E é justamente essa flexibilidade que é considerada uma das características mais interessantes dos multimercados.

Graças à essa flexibilidade, de poder investir tanto em renda fixa quanto em renda variável, em diferentes percentuais de ativos e em várias estratégias, há uma variedade enorme de rentabilidade entre os diferentes fundos. Em um mesmo ano, é possível que alguns tenham um retorno de 20% ou 30%, enquanto outros da mesma categoria podem operar no negativo. A previsibilidade do rendimento, portanto, é bem menor do que em fundos de renda fixa, por exemplo.

Neste tipo de investimento, o gestor é o principal a ser analisado, já que é ele quem define qual estratégia vai ser utilizada, e o fundo tem liberdade para fazer investimentos em praticamente todas as classes de ativos disponíveis. Esse é também um dos motivos dos fundos multimercado serem os queridinhos dos investidores de alto nível: o gestor consegue fazer uma alocação de acordo com o cenário econômico do momento. Então um gestor habilidoso consegue ganhar dinheiro inclusive em períodos de baixa no mercado. Alguns conseguiram ganhar muito dinheiro neste ano em plena pandemia, por exemplo.

A composição do portfólio depende exclusivamente do gestor, sem que haja interferência dos cotistas.

Na escala de fundos, os de renda fixa são as opções mais conservadoras e os de ações, os mais arrojados. Os multimercados são um meio termo. Mas, como os multimercados têm muito mais opções de estratégias, eles também têm uma variedade muito maior de risco e retorno. Alguns podem ser bastante conservadores, quase quanto os fundos de renda fixa, e outros podem ser bastante agressivos – e ter um desempenho bem próximo dos fundos de ações.

O Cafeína mostra os onze tipos de fundos disponíveis: balanceados, dinâmicos, livres,  macro, juros e moedastrading, long and short direcional, long and short neutro, capital protegido, estratégia específica e investimento no exterior.

Leia mais:

Imóveis, bolsa ou dólar? Os melhores e piores investimentos de novembro

Debêntures: saiba como investir na dívida de empresas

Diversifique a sua carteira e deixe que um gestor especializado cuida pra você! Invista em Fundos de Investimento!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!