Siga nossas redes

Cafeína

Grupo Mateus, GPA e Assaí: qual ação vence na batalha dos atacarejos?

No Cafeína de hoje, Samy Dana e Dony De Nuccio mostram quais papeis estão sendo recomendados por analistas.

Publicado

em

Na temporada de balanços referente ao segundo trimestre deste ano, entre Grupo Mateus (GMAT3), Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) e Assaí (ASAI3), apenas este último apresentou alta no lucro durante o referido período.

A rede de atacarejo teve aumento de mais de 62% no lucro líquido quando comparado um ano antes. Enquanto o Grupo Pão de Açúcar teve uma queda de 96%, e o Grupo Mateus, uma queda de 2,5% em igual período.

O Grupo Assaí se destacou pelo seu crescimento orgânico puxado pelas vendas em novas lojas. Foram inauguradas 19 lojas nos últimos 12 meses, e como resultado, teve aumento de 13% nas vendas em novos estabelecimentos. Já quando analisado as vendas feitas nas mesmas lojas, o crescimento foi de 9%. A receita líquida teve um aumento de 22%.

Um resultado bem diferente do que o grupo controlador do Pão de Açúcar registrou. Sua receita caiu 5,3%, e o Ebitda ajustado teve baixa de 7,7%.  Claro que estes resultados não eram esperados pelo mercado, o que afetou em suas ações quando foram divulgados. Porém, vale ressaltar que o 2º tri do ano passado foi marcado pelo período em que os consumidores correram para os supermercados para comprar mantimentos em meio ao boom da pandemia. Além disso, segundo o próprio Pão de Açúcar, muitos consumidores buscaram preços mais vantajosos em outras redes de supermercados.

Já o Grupo Mateus, cuja atuação é forte na região Norte e Nordeste do país, teve uma receita liquida 29% maior. Semelhante ao Assaí, o Grupo expandiu suas operações e inaugurou 12 lojas no 2º tri. Nos últimos 12 meses foram inauguradas 45 lojas. Elas foram responsáveis por 20% da sua receita bruta.

E apesar de ter uma menor cobertura do auxílio emergencial além de uma base de comparação mais difícil quando olhamos para igual período de 2020, o crescimento de vendas nas mesmas lojas foi de 2%. Separando os canais, o segmento de atacarejo cresceu 29%, o que representa 48% das vendas totais. No segmento de varejo o crescimento foi maior: de 40%, o que corresponde a 29% da receita total.

No Cafeína de hoje, Samy Dana e Dony De Nuccio mostram quais papeis estão sendo recomendados por analistas.

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!