Siga nossas redes

Coluna do Samy

Quando a superstição move as bolsas?

Experiência anterior das pessoas influencia suas decisões no mercado; entenda.

Publicado

em

por

Tempo médio de leitura: 4 minutos

Imagem ilustrativa | Freepik

É a maldição de todo investidor enxergar esquemas e repetições onde não há. Como humanos, afinal de contas, nascemos para buscar padrões, mesmo inexistentes. Por isso, é provável que muitas vezes a tentativa de prever o futuro de um papel se apoie mais na base do desejo do que de probabilidades reais. Aquilo que parecia palpável era mera crença pessoal.

É o que faz da superstição uma das forças poderosas que dirigem qualquer mercado financeiro e que frequentemente é responsável por momentos de alta volatilidade, segundo um estudo da economista Jessica Wachter, professora de Finanças na Escola de Negócios da Wharton College, nos Estados Unidos, e de Hongye Guo, hoje seu aluno de doutorado.

Intitulado “Investidores supersticiosos”, na tradução, o trabalho, publicado pelo Social Science Research Network (SSRN), repositório de estudos acadêmicos, enfrentou o desafio que sempre complicou pesquisadores que buscam a relação entre crendices irracionais e seu resultado em bolsa: como saber o quanto a superstição pesou em determinada decisão de investimento?

Revisando 90 anos de dados sobre o mercado financeiro, de 1927 a 2017, demonstra como superstições colaboram com a volatilidade. Por exemplo, a maior queda da história do Dow Jones foi na “segunda-feira negra” em 19 de outubro de 1987, quando o índice da Bolsa de Nova York recuou 22,5%. Na segunda seguinte, houve outra queda forte, explicada, segundo os economistas, simplesmente por ser o mesmo dia da queda anterior. Por se tratar do primeiro dia da semana, o medo de repetir a “segunda-feira negra” era imenso, levando a um pregão negativo.

Outra superstição apontada no trabalho é a crença de que as bolsas sobem sempre em determinado mês do ano, como dezembro, e caem em outros, como outubro. Sexta-feira 13? Algumas pessoas nem abrem o home broker, certas de que será dia de queda. Afinal, os mais supersticiosos juram que é assim nos mercados.

Também é lembrado que a experiência anterior das pessoas influencia suas decisões no mercado. Investidores traumatizados com prejuízos passados tendem a fazer negócios achando que a bolsa vai cair. Já quem tem uma memória positiva de investimento faz o contrário, mostrando um otimismo capaz de ignorar se o momento é de baixa. São os maiores candidatos a vender seus papéis na queda, reforçando a volatilidade.

No entanto, o principal fator citado no estudo é a ideia de que dividendos atingem os mesmos valores com regularidade. Por exemplo, se as ações da Petrobras (PETR3, PETR4) pagarem mesmo 27% em 2022, como se especula, tendem a atrair investidores na crença de que farão o mesmo nos próximos, retornando o valor investido em quatro anos só com a participação nos lucros.

Mas dividendos neste patamar são raros. Só para citar alguns fatores, o preço do petróleo pode cair devido a alguma descoberta de novas reservas ou algum grande produtor, como Venezuela ou Irã, pode voltar ao mercado. Fala-se também que o pico de consumo da commodity está perto, com a promessa de que a demanda irá recuar a partir de então, assim como os lucros das empresas e os dividendos distribuídos aos acionistas.

Não quer dizer que a estatal não vá continuar pagando bons dividendos ou mesmo replicando os atuais rendimentos. Mas que a decisão de investir nela esperando 27% de remuneração todos os anos é uma estratégia pouco racional, baseada na crença de que as condições atuais de mercado são eternas. Ou seja, em uma superstição.

*Samy Dana é Ph.D em Business, apresentador do Cafeína/InvestNews no YouTube e comentarista econômico.

As informações desta coluna são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. 

Veja também

Seja sócio das maiores empresas do Brasil com corretagem ZERO! Invista em Ações

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu