Siga nossas redes

Vale a Leitura

Existe um guia para riqueza, felicidade e saúde?

Almanaque de Naval Ravikant sugere dicas para uma vida prospera.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 11 minutos

aloísio sotero

Quando você pega um livro pela primeira vez, está em busca de algo interessante. Naval Ravikant, que encontrei como indicação no Twitter, não foi diferente. Apaixonei-me pelo título por se tratar de um almanaque: “O Almanaque de Naval Ravikant. Um guia para a riqueza e a felicidade”. Sou fissurado por almanaques desde a juventude! Eles trazem indicações úteis e relatos de experiências e histórias, além de lembranças boas.

Desse modo, aventurei-me nesta leitura. E fui surpreendido. Descobri coisas brilhantes sobre saúde, felicidade e riqueza. Descobri também que Naval é nativo da Índia, empresário, filósofo e investidor. Seus insights em tópicos divulgados em seu Twitter também são um almanaque de sabedoria e experiências.

Gostaria de partilhar o mérito desta leitura com o autor do livro, o Eric Jorgensen, escritor e estrategista de produtos que organizou, catalogou e analisou as ideias de Naval Ravikant e as transformou em livro.

Começando a entender Naval

Saiba o que é sabedoria.

“Minha definição de sabedoria é conhecer as consequências a longo prazo de nossas ações”, destaca Naval. “E a sabedoria aplicada a problemas externos é discernimento”. Segundo Naval, ambos estão altamente relacionados, saber quais são as consequências a longo prazo de nossas ações e, em seguida, tomar a decisão certa para capitalizar em cima disso.

Escolher o rumo a tomar para cada decisão é muito, muito mais importante do que velocidade.”

Naval Ravikant

Assim creio que o discernimento é tudo e pode ser um grande ativo pessoal.

As três grandes coisas da vida são riqueza, felicidade e saúde. Nós as buscamos nessa ordem, mas sua importância é inversa, pontua Naval. Por isso, segui a resenha nesta ordem: saúde, felicidade e riqueza .

Saúde é o princípio e o fim

Nada como um problema de saúde para ligar o alerta para o resto da vida. “E mais, quando as pessoas percebem que têm dinheiro suficiente, já perderam tempo e saúde”, lembra o Naval.

“Determinei que minha prioridade número um na vida, acima da minha felicidade, acima da minha família e acima do meu trabalho, é a minha saúde. Isso começa com a minha saúde física”, assinala Naval.

Os médicos não tornarão você saudável. Os nutricionistas não deixarão você magro. Os professores não deixarão você inteligente. Os gurus não acalmarão você. Os mentores não deixarão você rico. Os treinadores não deixarão você em forma. 

“Em última análise, você deve assumir a responsabilidade. Salve a si mesmo”, reforça Naval.

Meditação um caminho para paz interior

“A meditação é um jejum intermitente para a mente. Assim como açúcar em excesso deixa o corpo pesado, e distrações em excesso deixam a mente pesada”, lembra Naval.

“O tempo gasto sem distrações e sozinho, fazendo autoanálise, escrevendo um diário, meditando, resolve o não resolvido e nos faz deixarmos de estar mentalmente obesos — ficamos com a mente em forma”.

Recomendo meditar uma hora todas as manhãs, porque menos do que isso não é tempo suficiente para alcançar o estado de meditação de fato. Tudo o que você precisa fazer é se sentar e não fazer nada.

Apenas sente-se. Feche os olhos e diga:

“Só vou me dar uma pausa de uma hora. Esta é minha hora de folga da vida. Esta é a hora em que não vou fazer nada”.

Um guia de como aprender a ser feliz

Na visão de Naval, “felicidade é, acima de tudo, não sofrer, não desejar, não pensar muito no futuro nem no passado, aceitar o presente e a realidade dos fatos do jeito que ela é”. 

Sim, ter dinheiro ajuda, mas não é tudo. Uma parcela muito pequena do todo, pois não compra saúde nem felicidade, nem paz de espírito, assim creio.

Na natureza, não existe o conceito de felicidade ou infelicidade

“A natureza segue leis matemáticas invioláveis e uma cadeia de causa e efeito desde o Big Bang até os dias de hoje. Tudo é perfeito exatamente do jeito que é. Apenas na nossa própria mente é que somos infelizes ou não felizes, e as coisas são perfeitas ou imperfeitas em virtude do que pensamos”, enfatiza Naval.

A Felicidade se nutre da paz. “Hoje em dia, considero que a felicidade tem mais a ver com paz do que com alegria. Cada desejo é uma infelicidade escolhida”.

“Acho que o erro mais comum da humanidade é acreditar que a felicidade pode advir de alguma circunstância externa. Eu sei que isso não é original. Trata-se de uma sabedoria budista fundamental — não estou querendo o crédito por isso. Acho que só reconheço isso em um nível básico, inclusive em mim mesmo”.

Aprenda a aperfeiçoar seus desejos

“O desejo é um acordo que você faz consigo mesmo para ser infeliz até conseguir o que quer. Acredito que a maioria de nós não se dá conta disso”, cita entre seus insights.

“Continuamos desejando coisas o dia todo e depois nos perguntamos por que estamos infelizes. Gosto de ter consciência disso, porque assim posso escolher meus desejos com muito cuidado. Consigo identificar a área em que escolhi ser infeliz”.

“Uma coisa que aprendi há pouco tempo: é muito mais importante aperfeiçoar os seus desejos do que tentar fazer algo que você não deseja fazer”. Uma grande mudança de hábitos. “Pare de questionar e comece a admirar”. Uma métrica pessoal: “quanto do dia é gasto fazendo coisas por obrigação e não por interesse?”, lembra o Naval.

A questão da riqueza é do dinheiro

“Uma das coisas que considero importante para ganhar dinheiro é ter uma reputação que leva as pessoas a fazerem negócios que envolvam você”, destaca Naval. Ficar rico é saber o que fazer, com quem e quando.

“O dinheiro é ótimo, enquanto me permite comprar a liberdade. Mas não gosto, quando me torna menos livre”, opina o Naval. Busque riqueza, não dinheiro ou status.

“Riqueza é ter ativos que rendem, enquanto você dorme. Dinheiro representa a forma como transferimos tempo e riqueza. Status é o lugar que você ocupa na hierarquia social, portanto não gera riqueza, pois é apenas uma competição por posição social.”

Naval Ravikant

“Você não vai ficar rico alugando o seu tempo, como assalariado. É preciso ter uma participação societária — uma parte de um negócio ou de um produto — para obter a liberdade financeira “.

Você ficará rico dando à sociedade o que ela deseja e ainda não sabe como conseguir. Torne-se o melhor do mundo naquilo que faz. Continue redefinindo o que faz até que isso se torne verdade.“Produtize você mesmo” — o que isso significa? O Produto é “você mesmo”.

“Produtize” demonstra alavancagem. “Você mesmo” mostra responsabilidade. “Produtize” mostra conhecimentos específicos, mas também há conhecimentos específicos embutidos em. “Seja você mesmo”. Portanto, é possível combinar tudo isso nessas três palavras. “A habilidade mais importante para ficar rico é passar a vida toda sendo um aprendiz”, enfatiza Naval, nos seus escritos.

A magia de usar o poder do conceito de juros compostos

“Todas as recompensas na vida, seja em riqueza, relacionamentos ou conhecimento, provêm de juros compostos”. Como saber se estamos lucrando com os  juros compostos? Ou seja, tendo crescimento em progressão geométrica ou uma taxa sobre o montante.

“O conceito de juros compostos é muito poderoso. Eles se aplicam mais do que apenas multiplicar o capital. Multiplicar o capital é só o começo. É muito importante capitalizar nas relações de negócios”.

“No domínio intelectual, são os juros compostos que mandam também, a capacidade de crescer exponencialmente. Multiplicar a base de clientes; multiplicar o número de sua audiência, de leitores também é movido pelo mesmo conceito de juros compostos, crescimento geométrico, um sobre o outro”, pontua Naval

Alavancagem: o poderoso conceito

“Para ficar rico, você precisa de alavancagem, que vem em forma de mão de obra, de capital, ou pode vir por meio de programação de software ou mídia”. 

“Se você não possui parte de um negócio, ou como ações, ou de um produto, não tem um caminho rumo à liberdade financeira. Por que ter ativos em uma empresa é importante para se tornar rico? Trata-se de propriedade versus trabalho assalariado”.

“Estamos em uma era de alavancagem infinita, e as recompensas econômicas para a curiosidade intelectual genuína nunca foram tão elevadas. A alavancagem é um multiplicador de força para o seu discernimento”.

“Siga a sua curiosidade intelectual mais do que qualquer coisa que esteja “em alta” no momento. Se alguma vez a sua curiosidade o guiar para onde a sociedade vai acabar querendo ir, você será extremamente bem pago, isto é também uma forma de alavancagem”, pontua Naval.

A forma final de alavancagem é totalmente nova. Trata-se de “produtos sem custo marginal de replicação”. Isso inclui livros, mídia, filmes, programação de software.

“Agora é o trabalhador com alavancagem versus sem alavancagem. A forma mais interessante e importante de alavancagem é a ideia de produtos que não têm custo marginal de replicação como infoprodutos, mídias digitais”. 

“Ganhe com a sua mente, não com o seu tempo. Sempre calcule o seu tempo em cada decisão”.

Seja um artista na arte de criar negócios

“Mas criar negócios e ganhar dinheiro agora são mais um tipo de “arte”. Seja no comércio, na ciência ou na política — a história se lembra dos artistas. Arte é criatividade. Arte é qualquer coisa feita pela coisa em si “, reforça Naval.

Assim, ele (Naval) nos diz que criar empresas é uma diversão, uma brincadeira. Eu monto negócios porque é divertido, porque gosto do produto. Posso criar um novo negócio em três meses: conseguir o dinheiro, montar uma equipe e lançá-lo. É divertido para mim. É muito legal ver o que posso fazer. Torna o dinheiro quase um efeito colateral.

“A criação de negócios é o jogo no qual me aperfeiçoei. Minha motivação deixou de ser voltada para um objetivo e passou a ser artística”. Seu objetivo na vida é encontrar as pessoas, os negócios, a arte ou os projetos que mais precisam de você.

Networking é perda de tempo

Qual é a importância do networking? Acho que o networking nos negócios é uma completa perda de tempo. Tentar estabelecer relações de negócios muito antes de fazer negócios é uma completa perda de tempo.

“Eu sei que há pessoas e empresas popularizando esse conceito porque atende bem a eles e ao modelo de negócios que adotam, mas a realidade é que, se você está desenvolvendo algo interessante, sempre haverá mais pessoas querendo conhecê-lo”.

“Tenho uma filosofia muito mais confortável: “crie algo que pessoas interessantes queiram. Mostre seu ofício, pratique-o, e as pessoas certas acabarão encontrando você. Seja encontrado pela alavancagem de sua reputação”, recomenda Naval.

Discernimento um talento invisível

“Não acho que tenho a capacidade de dizer o que vai funcionar. Em vez disso, tento eliminar o que não vai funcionar. Seja pago pelo seu discernimento”. Acho que ter sucesso tem a ver apenas com o fato de não cometer erros. Não se trata de ter um discernimento certeiro, trata-se de evitar discernimentos errôneos.

“Tento não tomar muitas decisões de antemão. Acho que criar identidades e rótulos nos bloqueia e nos impede de enxergar a verdade. Para ser honesto é preciso falar sem identidade”.

Espero que a leitura deste livro possa imprimir novos rumos a sua vida profissional e família. Confesso que a sua leitura me fez mudanças de hábitos e rumos na minha vida pessoal. Assim desejo a todos que venham conhecer o Naval.

Aloísio Sotero é professor e mentor em Precificação e Gestão de Negócios. Vice-diretor da Faculdade Central do Recife e membro do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.

As informações desta coluna são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews e das instituições com as quais ele possui ligação. 

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.