Siga nossas redes

Conta+

Cuidado! A separação pode acabar com o seu dinheiro

Dony De Nuccio mostra por que, segundo vários estudos, o divórcio representa a ruína financeira e afeta até mesmo a economia do país

Publicado

em

Você sabia que a separação pode representar a ruína financeira do casal? Deixar os dois mais pobres? Os dados são surpreendentes.

No Brasil, nos anos 1980, de cada dez casamentos só um terminava em separação. Hoje, é um em cada três. Mas uma coisa pouco falada é que o divórcio pode ser devastador quando se trata de dinheiro. Divórcios escandalosos e milionários são os que ganham maior repercussão na mídia. Mas mesmo se você não é famoso e não tem uma conta cheia de zeros, é indispensável saber o que a separação pode fazer com o seu bolso.

Um pesquisador americano, Jay Zagorsky, calcula que uma separação é capaz de drenar 77% do patrimônio do ex-casal. Para começar, ao se separar e ir cada um pra um canto, o ex-casal dobra os custos de habitação: um aluguel para um, um aluguel para o outro. Supermercado, contas e impostos aumentam também. Até mesmo em restaurantes: uma porção individual custa bem mais que metade da porção para duas pessoas.

Há ainda o custo do cartório. Em divórcios, vem um valor mais alto: o advogado. Segundo a OAB, o honorário mínimo neste caso é de R$ 3 mil. Se o casal tem filhos, o caminho é a separação judicial, para definição de pensão e guarda. Com isso, o custo do advogado aumenta para uma média de R$ 5 mil. E mais ainda se for uma separação litigiosa. No caso em que há divisão de bens, o mais provável é o advogado cobrar entre 6% e 10% do patrimônio em negociação.

Acha que acabou? Em uma pesquisa de uma instituição financeira dos Estados Unidos, 14% dos entrevistados disseram ter descoberto depois da separação que estavam endividados! Eram dívidas que desconheciam, mas “caíram no colo” por ser parte do ex-casal. E 10% afirmaram ter descoberto que o ex ou a ex tinha patrimônio oculto.

Esse impacto financeiro das separações é tão grande que surgiu até uma área de estudo específica: a economia do divórcio. Quem mergulhou no assunto chegou a algumas conclusões interessantes, entre elas, a de que muitos divórcios podem atrapalhar o crescimento de um país, por levar à queda não só da renda dos envolvidos mas também da produtividade em até 30%. Com um desempenho profissional pior e uma renda menor, o casal que se separa consome menos e também beneficia menos a economia.

Surpreendente, não é?! No vídeo, Dony De Nuccio apresenta vários outros dados de cair o queixo e fazer pensar duas vezes antes de botar fim a um matrimônio.

VEJA TAMBÉM:

O programa Conta+, apresentado por Dony De Nuccio no canal Investnews, traz muito conteúdo de notícias, informações, dicas, curiosidades e análises sobre finançaseconomianegóciosempreendedorismo e investimento.

Faça seu dinheiro trabalhar por você! Invista pela Easynvest

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.