Siga nossas redes

Criptonews

Aumento de juros na economia americana: vai faltar bitcoin

Países podem até tentar controlar o aumento da inflação, mas só o bitcoin protege da perda do poder de compra.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

ARTIGO*

Recentemente, o banco central dos Estados Unidos (Fed), anunciou mais uma medida desesperada para tentar conter o caos inflacionário econômico que o país vive: um aumento de 0,75 ponto percentual na taxa de juros da economia.

No Brasil, pode parecer irrisório, visto que a taxa Selic é historicamente alta, e se encontra em 13,75%. Porém, o juros de 0,75 ponto para o país norte-americano representa o maior aumento consecutivo desde a década de 1980.

Fonte da imagem: TradingView

Taxa de juros dos EUA e bitcoin se relacionam

Estados Unidos é, em última análise, o “ditador” do rumo da economia global. Ou seja, suas medidas monetárias afetam diversos outros países.

Por isso, com o mercado financeiro tradicional do mundo todo enfrentando uma das crises de maior proporção histórica, o bitcoin (BTC), moeda com característica deflacionária, está sendo adotada como uma das melhores alternativas para proteção contra o derretimento das moedas estatais.

Corroborando com essa ideia, o novo relatório feito pela empresa Blockware Intelligence mostrou que, nos próximos 14 anosaté 2036 — o bitcoin vai atingir e ser usado por cerca de 50% da população global. Além disso, a pesquisa também estima que tal adoção pode chegar a 10% mundialmente, até 2030.

Abaixo, a linha vermelha representa a adoção real do bitcoin, e as linhas em verde, a adoção prevista no decorrer dos anos.

Fonte da imagem: Blockware Solutions 2022

Não à toa os dados on-chain também mostram que o número de endereços de carteiras digitais (wallets) com saldo diferente de zero, referente ao bitcoin, só cresce ao longo dos anos.

Fonte da imagem: Blockchain.com

Com emissão limitada, vai faltar bitcoin 

É indispensável saber que o bitcoin possui uma oferta matematicamente limitada de apenas 21 milhões de unidades, com emissão deflacionária. Em outras palavras, isso garante uma escassez que nem mesmo o ouro possui, muito menos as moedas fiduciárias.

Com um estimado de 4 bilhões de pessoas usando BTC em 2036, e 21 milhões de moedas, não haverá 1 BTC para cada pessoa em 2036, bem longe disso:

21.000.000 BTC / 4.000.000.000 pessoas = 0,00525 BTC por pessoa

Os dados apresentados pela Blockware Intelligence são melhores do que você pode imaginar pois, apesar de ser o melhor ativo financeiro da década, atualmente apenas cerca de 0,36% da população mundial utiliza bitcoin, segundo o mesmo relatório.

Em outras palavras, vai faltar moeda para todo mundo e você já sabe: quanto maior a demanda, maior o preço.

*Mayara é co-autora do livro “Trends – Mkt na Era Digital”, publicado pela editora Gente. Multidisciplinar, apaixonada por tecnologia, inovação, negócios e comportamento humano.

*As informações, análises e opiniões contidas neste artigo são de inteira responsabilidade do autor e não do InvestNews.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu