Siga nossas redes

Economia

12 fatos quentes na economia e nos negócios para acompanhar na semana

No cenário corporativo, Santander Brasil, Usiminas e os supermercados GPA, Carrefour Brasil e Assaí informam os resultados trimestrais.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

A semana será marcada pela divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) de julho, o último antes da reunião do Copom no dia 2 de agosto, na próxima terça-feira (25).

A estimativa é de desaceleração de 0,02%, contra alta de 0,04% em junho, e de 3,40% em 12 meses. O alívio da inflação corrobora com a expectativa de corte da taxa de básica de juros, a Selic.

A agenda da semana ainda prevê desemprego, resultado do governo central, contas externas e dado de crédito. Em função do ponto facultativo em dias de jogos do Brasil na copa de futebol feminino, o Boletim Focus sairá na terça-feira.

Corporativo

No cenário corporativo, Santander Brasil, Usiminas e os supermercados GPA, Carrefour Brasil e Assaí informam os resultados trimestrais.

Também será realizada a reunião do conselho de administração da Petrobras, que inclui a Sete Brasil, segundo o Globo. Na mesa do conselho, diz o jornal, há uma proposta da diretoria para avalizar acordo em que a Petrobras pagaria a credores US$ 190 milhões em troca da extinção definitiva de qualquer pendência jurídica e financeira da Sete Brasil.

Internacional

O Fed, banco central dos Estados Unidos, deve elevar a taxa de juros do país em 0,25 ponto percentual na quarta-feira e investidores buscarão sinais sobre os passos futuros no comunicado e discurso do presidente Jerome Powell.

Powell poderá sinalizar uma postura de “esperar para ver” e alertar que vários membros do Fomc ainda esperam uma alta adicional antes do fim do ano, segundo a Bloomberg Economics.

O Banco Central Europeu também deve elevar taxa em 0,25 ponto percentual, e Banco do Japão tende a manter juros.

Além disso, o PIB do segundo trimestre e PCE dos EUA podem mover mercados.

Na América do Sul, o Chile decide sobre sua taxa na próxima sexta-feira e deverá ser a primeira economia de maior destaque a cortar os juros, com redução de 0,75 ponto percentual, segundo a Bloomberg Economics. Argentina e FMI podem fechar acordo.

Terça-feira (25)

  • Boletim Focus
  • IPCA-15 de julho
  • Balanço do segundo trimestre do Carrefour

Quarta-feira (26)

  • Reunião do Fed, que deve elevar a taxa dos juros do país em 0,25 ponto percentual
  • Balanço do segundo trimestre do Santander
  • Balanço do segundo trimestre do GPA
  • Balanço do segundo trimestre do Assaí

Quinta-feira (27)

  • BCE também deve elevar taxa em 0,25 ponto percentual, e Banco do Japão tende a manter juros
  • Balanço do segundo trimestre da mineradora Vale

Sexta-feira (28)

  • Reunião do conselho de administração da Petrobras
  • Na América do Sul, o Chile decide sobre sua taxa e deverá ser a primeira economia de maior destaque a cortar os juros
  • Balanço do segundo trimestre da Usiminas

*Com informações da Bloomberg

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.