Siga nossas redes

Economia

Auxílio Emergencial: saques começam nesta sexta para os nascidos em janeiro

Veja o calendário de saques da primeira parcela do auxílio emergencial em 2021.

Publicado

em

auxílio
Saque do auxílio emergencial

Os saques da primeira parcela do Auxílio Emergencial começaram nesta sexta-feira (30) para os beneficiários nascidos em janeiro. Quem tiver direito ao recurso pode ainda transferir o dinheiro creditado na Poupança Social Digital pela Caixa. Clique aqui para ver o calendário completo de pagamentos do benefício em 2021.

LEIA MAIS:

As agências da Caixa ficam abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Segundo o banco, não é preciso madrugar ou chegar antes do horário de abertura. “Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o horário de funcionamento serão atendidas”, informou em nota.

Novo calendário do auxílio emergencial

O calendário de saque foi antecipado. De acordo com o novo calendário, os saques da primeira parcela serão liberados de acordo com a data de nascimento do beneficiário.

Com a alteração, a liberação dos saques será feita no intervalo entre 30 de abril e 17 de maio. No calendário anterior, esse intervalo ia de 4 de maio a 4 de junho.

Veja o calendário de saques da primeira parcela do auxílio emergencial em 2021, com base na data de nascimento do beneficiário:

auxílio emergencial novo prazo parcela 1

Quem poderá receber o auxílio?

Para a concessão do auxílio, a MP prevê que o beneficiário não tenha emprego fixo e a renda por pessoa da família não pode passar de meio salário mínimo (R$ 550) ou de três salários mínimos por renda familiar (R$ 3.300). Os beneficiados não devem receber nenhum outro benefício federal como aposentadoria, BPC ou transferência de renda, exceto Bolsa Família e abano salarial.

Além disso, ficam de fora pessoas com rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele ano; dono de bens de valor superior a R$ 300 mil no fim de 2019; residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares.

Beneficiários que não retiraram o auxílio em 2020 não receberão as parcelas do novo auxílio, mas o texto prevê pagamento independentemente de pedido desde que os beneficiários cumpram requisitos.

Reserva de emergência: já fez a sua? Aproveite a segurança do Tesouro Direto. Comece a investir!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!