Siga nossas redes

Economia

Em ação de emergência, Fed corta os juros dos EUA em 0,5 ponto percentual

Banco Central norte-americano tomou a decisão diante dos riscos crescentes do coronavírus, mas reforçou que os ‘fundamentos da economia do país continuam fortes’.

Publicado

em

Banco Central revela que US$ 44,7 bilhões saíram do Brasil em 2019

O Banco Central norte-americano (Federal Reserve) decidiu cortar nesta terça-feira (3) a taxa básica de juros do país em 0,5 ponto percentual, citando como justificativa os riscos impostos pelo coronavírus sobre a economia. Com isso, os juros caíram para uma faixa entre 1% e 1,25%.

Foi o primeiro corte de emergência, e o maior deles, desde a crise financeira de 2008. Momentos antes, o presidente dos EUA, Donald Trump, pediu um “grande” corte e um corte nos impostos da folha de pagamento para os trabalhadores.

Comunicado do Fed

“Os fundamentos da economia norte-americana continuam fortes”, informou o órgão em comunicado. “O comitê [Fomc] está constantemente monitorando os desenvolvimentos e implicações para a economia e vai usar as ferramentas e medidas apropriadas para sustentar a atividade” acrescentou.

Mais cedo, ministros de finanças e presidentes de bancos centrais do G7, liderados pelo Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e pelo presidente do Fed, Jerome Powell, fizeram uma teleconferência para discutir os riscos dos vírus e possíveis medidas.

A princípio, o mercado ficou desapontado com a falta de medidas como resultado do encontro, mas a ação extraordinária do Banco Central surpreendeu.

A decisão do Fed sobre os juros era esperada para sua próxima reunião nos dias 17 de 18 de março, mas foi antecipada, em resposta à urgência para prevenir uma possível recessão global decorrente da epidemia.

Fala de Powell

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, afirmou em entrevista coletiva extraordinária que a economia dos EUA continua apresentando um bom desempenho e os mercados financeiros estão funcionando plenamente. “Nós gostamos da nossa atual política monetária e ela é apropriada”, destacou.

Para Powell, o coronavírus é uma doença grave e exigirá ações de autoridades governamentais em várias frentes. Contudo, no caso do Federal Reserve, ele ressaltou que “não estamos avaliando empregar outros instrumentos além da redução dos juros.”

“Acreditamos que nossa ação dará um apoio significativo à economia”, destacou Jerome Powell. “Não hesitaremos em adotar mudanças na política monetária se for necessário.”

Segundo o presidente do Fed, o corte de juros adotado hoje pela instituição oficial pode ajudar a evitar aperto nas condições financeiras da economia americana. Para ele, os efeitos do coronavírus na demanda agregada dos EUA estão “em estágio inicial”, mas “devem continuar a crescer.”

Quer rentabilidade, segurança e versatilidade em um só investimento? Invista em CDBs pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo! Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.