Siga nossas redes

Economia

Preço da cesta básica sobe em 10 das capitais pesquisadas pelo Dieese

As cestas mais caras estão entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Publicado

em

por

Agência Brasil
Banco de imagens externas (BIE) – Supermercado. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O custo do conjunto de alimentos essenciais subiu em fevereiro em 10 capitais das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

LEIA MAIS: Indústria de alimentos e bebidas fatura R$ 700 bilhões em 2019

A cesta mais cara foi a de São Paulo (R$ 519,76), seguida pelo Rio de Janeiro (R$ 505,55) e por Florianópolis (R$ 493,15). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 371,22) e em Salvador (R$ 395,49).

Entre janeiro e fevereiro, mantiveram-se em alta os preços do açúcar, do arroz agulhinha e do tomate. Já os preços da carne bovina de primeira, do feijão carioquinha e da batata, pesquisados na região Centro-Sul, tiveram redução média na maior parte das cidades. Nesse período, o quilo do açúcar subiu em 15 capitais. As taxas oscilaram entre 0,81%, em Curitiba, e 4,82%, em Salvador. Em Campo Grande, o preço médio não variou e, em Brasília, diminuiu -1,57%.

Em 12 meses, apenas em Natal houve redução (-0,40%). Nas demais cidades, foram registradas altas, com destaque para Brasília (32,80%), Aracaju (16,49%) e Curitiba (16,28%).

Arroz

O arroz agulhinha teve o preço majorado em 15 capitais. Os maiores aumentos ocorreram em Belém (6,69%), Vitória (3,83%), Porto Alegre (3,73%) e Salvador (3,35%). Os preços caíram em Belo Horizonte (-1,37%) e em Campo Grande (-0,70%).

Tomate

O preço médio do tomate subiu em 14 capitais. As maiores altas foram em Fortaleza (54,55%), João Pessoa (45,48%), Salvador (44,53%), Recife (41,67%), Belém (40,66%) e Natal (39,29%), e as reduções em Campo Grande (-8,33%), em Vitória (-7,83%) e no Rio de Janeiro (-2,62%).

Carne bovina

O quilo da carne bovina de primeira diminuiu em todas as capitais entre janeiro e fevereiro. As quedas variaram entre -5,03%, em Aracaju, e -0,10%, em Florianópolis.

Feijão

O preço do feijão diminuiu em 13 capitais. O grão do tipo carioquinha, pesquisado nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e nas cidades de Belo Horizonte e São Paulo, aumentou em Recife (4,41%) e redução nas demais cidades. A queda mais expressiva ocorreu em Belém (-13,05%). Já o valor do feijão preto, pesquisado nas capitais do Sul, em Vitória e no Rio de Janeiro, subiu 0,20% em Curitiba, 0,96%, em Florianópolis e 1,91%, em Porto Alegre. Houve redução do valor médio em Vitória (-4,57%) e no Rio de Janeiro (-2,87%).

Batata

O preço do quilo da batata, pesquisada no Centro-Sul, diminuiu em nove cidades e aumentou em Campo Grande (11,26%), em fevereiro. As reduções mais expressivas ocorreram em Belo Horizonte (-13,79%) e em Goiânia (-7,71%).

Maiores altas

CapitaisAumento no preço da cesta
Fortaleza6,83%
Recife6,15%
Salvador5,05%
Natal4,27%
Belém4,18%

Maiores baixas

CapitaisDiminuição no preço da cesta 
Campo Grande2,75%
Vitória2,47%
Porto Alegre2,02%
Goiânia1,42%
Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.