Siga nossas redes

Finanças

Ações do Alibaba sofrem maior queda desde IPO em Hong Kong

Papéis fecharam nesta quarta-feira (11) com um tombo de 9,8% após o governo chinês anunciar proposta para regular o setor de tecnologia.

Publicado

em

Jack Ma, fundador do Alibaba/Creative Commons

As ações da gigante do comércio eletrônico Alibaba, do chinês Jack Ma, sofreram nesta quarta-feira (11) a maior queda desde que a companha abriu seu capital em Hong Kong, em novembro do ano passado. Os papéis fecharam em queda de 9,8%, em um dia particularmente ruim para as bolsas chinesas. Na bolsa de Nova York, onde a companhia também é listada, o ativo desvalorizou 8,26%.

MAIS: Apesar de desistências, número de IPOs em 2020 já é o maior em 13 anos

O mercado reagiu com apreensão ao anúncio feito pelo governo chinês de que pretende colocar em consulta pública propostas para regular o setor de tecnologia. Outras ações do setor também sofreram, como a Tencent, que recuou 7,2%.

As propostas trazem diretrizes sobre como a lei antimonopólio chinesa, criada em 2008, deve ser aplicada a empresas de internet. O governo chinês está preocupado, por exemplo, com práticas como a de oferecer serviços abaixo do preço de custo para eliminar a concorrência.

O BDR (recibo de ação) do Alibaba (BABA34) negociado na B3 encerrou a terça-feira em baixa de 8,21%, negociado em R$ 51,40. No mês de novembro, o ativo acumulava desvalorização superior a 18%.

Suspensão do IPO do Ant Group

As ações da gigante do ecommerce chegaram a cair 7% após a notícia da suspensão do IPO de seu braço financeiro, a empresa número 1 em pagamentos digitais, Ant Group. O grupo, também fundado por Jack Ma, deveria estrear na bolsa de Xangai na última semana, com a expectativa de levantar US$ 34,4 bilhões, e ser a maior abertura de capital do mundo.

Sétimo maior grupo empresarial do mundo, o Alibaba é considerado uma das maiores empresas do mundo no varejo online, com mais de 1 bilhão de usuários ativos e 12 milhões de pacotes despachados por dia.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Inclua Amazon, Tesla, Netflix, Apple e Facebook nos seus investimentos sem pagar taxa de corretagem! Conheça os BDRs

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!