Siga nossas redes

Finanças

As 5 ações que mais subiram e mais caíram na semana

Após ‘fake news’ envolvendo empresa de Warren Buffett, papéis do IRB acumularam perda de quase 50%, enquanto Hypera nadou contra a corrente negativa da bolsa.

Publicado

em

Ações
Crédito: Shutterstock

Em sua terceira semana no vermelho, o principal índice da bolsa brasileira (Ibovespa) fechou nesta sexta-feira (6) em forte queda de 4,14%, aos 97.996 pontos. O índice não ficava abaixo dos 100 mil pontos desde outubro do ano passado e terminou com uma desvalorização semanal de 5,93%.

Foram poucas as ações que conseguiram se blindar do pessimismo que dominou os mercados globais esta semana. A propagação do surto do coronavírus e a confirmação de novos casos no Brasil foi o maior catalisador da queda das ações.

Mas o destaque negativo ficou por conta de outra história: o grupo ressegurador IRB Brasil (IRBR3) recuou 50,77% na semana, depois que a empresa do megainvestidor Warren Buffett, Berkshire Hathaway, negou ter comprado ações da companhia. Neste dia, a ação do grupo caiu quase 32%.

Na semana passada, circulou a informação de que o conglomerado teria triplicado sua participação no grupo ressegurador, que já teve como acionistas o governo federal e o Banco do Brasil.

O desencontro girou motivo de piada na internet: a atual gestão do IRB chegou a ser comparada à do ex-bilionário Eike Batista, que entrou no quase esquecimento após a derrocada do “Império X”.

A ação da empresa já vinha perdendo valor na bolsa desde que a gestora Squadra colocou em xeque a transparência dos balanços da empresa, em fevereiro. Nem a troca de comando do IRB, após toda a trapalhada, ajudou a recuperar parte das perdas na bolsa.

“A companhia tem protagonizado uma série de episódios desastrosos nas relações com investidores desde o episódio da carta da Squadra”, destacou em relatório a casa de análise Levante Investimentos.

Na outra ponta, a rede de farmácias Hypera Pharma (HYPE3) ficou entre os destaques positivos, com alta de mais de 15% na semana. O mercado aprovou a notícia de que a companhia comprou a japonesa Takeda por uma cifra de US$ 825 milhões.

Analistas do banco Santander calcularam que o negócio pode fazer com que o papel da farmacêutica suba até 18%. Mas este não é o único motivo que vem ajudando a Hypera na bolsa. 

Um relatório do banco UBS mostrou que o setor de saúde é um dos que mais devem se beneficiar com o surto do coronavírus no país. E a Hypera aparece entre as varejistas com potencial de aumentar as vendas de vitaminas e medicamentos para gripe.

Veja as ações do Ibovespa que mais caíram na semana terminada nesta sexta (6):

IRB Brasil (IRBR3)-50,77%
GOL (GOLL4)-17,77%
Via Varejo (VVAR3)-17,52%
BR DISTRIBUIDORA (BRDT3)-15,48%
BTG (BPAC11)-14,71%

Veja as ações do Ibovespa que mais subiram na semana terminada nesta sexta (6):

HYPERA (HYPE3)15,51%
KLABIN (KLBN4)8,99%
VIVO (VIVT4) 5,73%
AMBEV (ABEV3) 5,36%
SUZANO (SUZB3)4,96%

Ganhar dinheiro com Ações pode ser bem mais fácil que parece. Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.