Siga nossas redes

Finanças

Bancos garantem terceira semana de alta do Ibovespa; frigoríficos despencam

Índice acumula alta de 3% com expectativa de resultados fortes no terceiro trimestre para o setor financeiro

Publicado

em

por

Katherine Rivas
Bolsa de valores

Mais uma semana chega ao fim e o Ibovespa acumula ganhos de 3%. Esta é a terceira semana de alta consecutiva do índice desde que bateu os 94 mil pontos.

No cenário externo a eleição americana está cada vez mais próxima com data marcada para o dia 3 de novembro. Contudo, ainda não há grandes novidades nos debates, aparentemente Joe Biden consolida uma vitória, mas há muitas dúvidas sobre quem será o futuro mandatário americano.

O mar de incertezas fica por conta do pacote de estímulos americano. Nem democratas nem republicanos conseguiram chegar a um acordo sobre a aprovação. A novela do tira casaco põe casaco continua e até renova temporada!

Os investidores estão descrentes do acordo sair antes das eleições americanas, afinal só faltam dez dias. Segundo Alexandre Andreazzi, assessor da Alta Vista Investimentos foi essa incerteza com o pacote de estímulos que trouxe volatilidade para o Ibovespa durante os pregões. E até contribuiu com a queda desta sexta-feira (23) quando o índice fechou em baixa de 0,65% aos 101.259 pontos.

Quem salvou a pátria foi o setor financeiro que puxou a alta do índice nesta semana. Os bancões Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Santander tiveram uma forte arrancada com perspectivas positivas do mercado para os resultados do terceiro trimestre.

No cenário macro, hoje foi divulgado o IPCA-15 que veio acima das projeções do mercado de 0,82%. A alta da inflação para o mês de outubro foi de 0,94%. “A inflação elevada pressionou os juros futuros, mas a maioria dos economistas acredita que na próxima reunião do Copom a taxa Selic não deve ter alterações”, avalia Andreazzi.

Além da curva de juros, o câmbio também foi pressionado refletindo a inflação. No cenário político, o Ibovespa deu um respiro ao debate fiscal e da Renda Cidadã que fica para depois das eleições municipais.

“Teve também o retorno do capital estrangeiro para a bolsa brasileira em um mês com saldo positivo de R$ 2,65 bilhões”, destaca Andreazzi.

Maiores altas

A maior alta da semana foi da Braskem (BRKM5) que valorizou 13,88%. A principal notícia é que a companhia teve a sua recomendação elevada de neutra para compra pelo Santander, com preço-alvo do papel de R$ 28. Segundo Andreazzi a Braskem teve forte recuperação nas vendas e deve bater recordes nestas tanto no Brasil quanto no exterior. Recorde que deve aparecer no resultado do terceiro trimestre.

Além da Braskem o destaque positivo fica com os bancos, Bradesco (BBDC4), Banco do Brasil (BBAS3), Itaú (ITUB4) e BTG Pactual (BPAC11) estão entre as maiores altas da semana. As ações dos bancos valorizaram com perspectivas de bons resultados para o terceiro trimestre, especialmente pela redução de provisões de crédito.

Veja as cinco maiores altas da semana:

AçãoAlta
Braskem (BRKM5)13,88%
Bradesco (BBDC4)11,26%
Banco do Brasil (BBAS3)10,77%
Itaú Unibanco (ITUB4)10,08%
BTG Pactual (BPAC11)10,04%

Maiores quedas

No lado oposto do índice, um setor que recuou esta semana foi o de frigoríficos. Segundo Andreazzi o setor enfrenta problemas com a escassez de gado que estaria pressionando a margem de lucro das companhias.

A maior queda da semana foi da JBS (JBSS3) que caiu 8,19%. Além do problema da escassez de gado, a companhia enfrenta um processo de arbitragem relacionado aos controladores da empresa por danos causados a imagem da companhia.

“O fundo SPS foi contra o pedido do BNDESPar de arbitragem onde os controladores teriam que indenizar a empresa, eles alegaram que no pedido feito pelo fundo esta questão já foi englobada”, explica o assessor de investimentos. No dia 30 de outubro deve ocorrer uma assembleia onde o BNDESPar pretende solicitar um novo pedido de arbitragem.

Ainda entre os destaques negativos as companhias de concessão rodoviária também acumulam quedas. Ecorodovias (ECOR3) e CCR (CCRO3) caíram 6,29% e 6,22% respectivamente.

Para Andreazzi as companhias sofrem com anúncio de redução no fluxo de veículos no período da pandemia. A Ecorodovias anunciou esta semana que o tráfego nas estradas teve uma redução de 14% durante a pandemia o que repercutiu nos papéis.

Veja as cinco maiores quedas da semana:

AçãoQueda
JBS (JBSS3)-8,19%
B2W Digital (BTOW3)-6,77%
Ecorodovias (ECOR3)-6,29%
CCR (CCRO3) -6,22%
Marfrig (MRFG3)-5,73%

Ganhar dinheiro com Ações pode ser bem mais fácil que parece. Invista pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Black Novermber 2020 Black Novermber 2020

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.