Siga nossas redes

Finanças

Bolsa fecha em alta de mais de 1% com alívio na China

Dólar perdeu força contra o real e fechou cotado a R$ 4,17 nesta quarta-feira (22).

Publicado

em

O Ibovespa mostrou resiliência e subiu nesta quarta-feira (22), após ter recuado mais de 1% na sessão anterior. Mais cedo, os mercados reagiram com alívio a declarações de autoridades de que o surto de coronavírus iniciado na China estaria sob controle.

O principal indicador da bolsa brasileira subiu 1,17%, a 118.391 pontos.

Já o dólar fechou negociado a R$ 4,1757 frente ao real, em queda de 0,72%.

Destaques do dia

As ações das empresas do setor siderúrgico tiveram forte valorização, em meio a informações de que os preços do aço serão reajustados para cima.

Os papéis da Usiminas lideraram os ganhos do Ibovespa, em alta de 13,93%, negociados a quase R$ 11. Com isso, a companhia ganhou R$ 1,4 bilhão durante a sessão, e passou a valer R$ 13,4 bilhões, segundo dados da Economatica.

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) também apresentou fortes ganhos. O papel subiu perto de 7%, cotado a R$ 15,67, perto do horário do fechamento.

Segundo o jornal “Valor Econômico”, a Usiminas deve aumentar os preços do aço em 10% a partir de março. Já a CSN vai seguir o mesmo caminho caso o dólar permaneça em alta.

“Com esse aumento esperado nos preços, o mercado viu que a demanda interna está se recuperando e isso explica a alta do setor”, diz ao InvestNews Tasso Vasconcellos, analista de siderurgia e mineração da Eleven Financial.

Davos de volta ao radar

Em Davos, na Suíça, Trump disse nesta quarta que pretende buscar um acordo comercial com a União Europeia (UE), após um acordo de “fase 1” com a China e o USMCA – como é conhecido o novo pacto comercial da América do Norte. Ele ameaçou impor tarifas “muito altas” a carros e outros produtos da UE se os dois lados não chegarem a um acerto.

Trump também afirmou que os EUA já começaram a negociar um acordo com o Reino Unido e disse que nos próximos 90 dias o governo americano adotará um corte de juros “bem grande” para a classe média.

Mais cedo, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, disse, também em Davos, que não há prazos para que os EUA fechem a segunda fase de um acordo comercial com a China. Às 9h24, o dólar à vista caía 0,11%, a R$ 4,2004. O dólar futuro de fevereiro recuava 0,31%, a R$ 4,2020.

Na terça (21), o principal índice da B3 teve queda de 1,54% aos 117.026 pontos, com forte baixa nas ações da Vale, Petrobras, Bradesco e Itaú Unibanco. O setor aéreo também sofreu o impacto com declínio nas ações da Gol e Azul.

*Com Estadão Conteúdo

O Home Broker dos sonhos é grátis! Conheça agora!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.