Siga nossas redes

Finanças

Com ‘guerra do petróleo’, dólar está cada vez mais perto dos R$ 5

Na máxima do dia moeda americana chegou a R$ 4,77

Publicado

em

por

InvestNews
dólar

A moeda americana encerrou nesta segunda-feira (9) com forte alta. O motivo foi o tombo de mais de 20% nos preços do petróleo no mercado internacional provocado pela briga entre os países da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e o aumento da produção da Arábia Saudita que derrubou índices do mundo todo.

O dólar comercial fechou com alta de 1,96% frente ao real, negociado a R$ 4,72. Na máxima do dia a moeda estrangeira chegou a R$ 4,77.

Mesmo com as tentativas do Banco Central (BC) de operar no mercado à vista, o câmbio está cada vez mais perto dos R$5. O diretor de política monetária do BC garantiu que a autarquia vai lançar mão de todos os instrumentos possíveis para conter a alta. “As intervenções têm sido pontuais, respondendo a eventos e disfuncionalidades específicas, mas podem durar o tempo que for necessário para o retorno do regular funcionamento do mercado de câmbio”, apontou Bruno Serra, a partir de documentos publicados pela assessoria de imprensa.

Por que o dólar sobe quando o petróleo cai?

Existe uma correlação negativa entre a cotação do petróleo e o dólar americano. Em português claro, quando o preço do petróleo cai, geralmente a moeda dos EUA se valoriza. O motivo por trás disso é que a maior parte dos contratos da commodity é liquidada em dólar, e como os EUA são o país que mais importa petróleo, esta relação é ainda mais forte.

Novo capítulo de tensão global

A decisão dos sauditas, que foi interpretada como uma guerra de preços, veio após a Opep e os aliados da Opep+ não conseguirem fechar um acordo, na última sexta-feira (6), para cortar ainda mais a produção do grupo, como parte de uma estratégia para lidar com o impacto econômico do coronavírus. A Rússia, líder informal da Opep+, não aceitou uma proposta da Opep de reduzir a oferta coletiva em mais 1,5 milhão de barris por dia.

Em reação à atitude da Arábia Saudita, os preços do petróleo WTI e Brent chegaram a despencar até cerca de 30% entre a noite de ontem e madrugada de hoje, o que não ocorria desde a Guerra do Golfo Pérsico de 1990-91. Na sexta, as cotações já haviam caído em torno de 10% após o fracasso das negociações da Opep+.

Ganhe dinheiro com as variações cambiais enquanto seu patrimônio fica protegido. Invista em Dólar!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!