Siga nossas redes

Finanças

Ex-diretores da Americanas fazem acordo de delação premiada, diz colunista

Coluna do Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, afirma que os compromissos foram homologados na tarde de terça-feira (15).

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Os ex-diretores da Americanas (AMER3), Flavia Carneiro e Marcelo Nunes, firmaram acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) do Rio de Janeiro, segundo coluna do Lauro Jardim, do jornal “O Globo”. Os compromissos foram homologados na tarde de terça-feira (15).

Segundo o colunista, o conteúdo das delações são “explosivas” e apontam diretamente outros ex-diretores como autores da fraude contábil.

Na véspera, durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a varejista na Câmara dos Deputados, o procurador do MPF do Rio de Janeiro, José Maria de Castro Panoeiro, chegou a afirmar que o Ministério estaria em negociação com ex-executivos da Americanas.

Ainda de acordo com a procuradoria, estão sendo investigadas semelhanças entre o caso Americanas e o da Kraft Heinz e a 3G Capital – gestora fundada pelo trio de acionistas de referência da varejista, Marcel Telles, Jorge Paulo Lemann e Carlos Alberto Sicupira.

Criação CPI Americanas avança na Câmara Crédito: Agência Senado

A gigante reconhecida pelo ketchup e a 3G firmaram acordo nos Estados Unidos para encerrar uma ação coletiva de U$ 450 milhões. O processo envolve a divulgação de informações financeiras falsas ao mercado.

A ação AMER3 fechou em queda de 2,83% nesta quarta, negociada a R$ 1,03.

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.