Siga nossas redes

Finanças

Investidores milionários estão mais confiantes em 2020; pesquisa mostra o por quê

72% dos mais ricos no Brasil acreditam na melhora da economia nos próximos 12 meses, segundo o UBS.

Publicado

em

Investidores com patrimônio de pelo menos US$ 1 milhão estão mais otimistas com a economia de seus países em 2020 — e o crescimento dos mercados emergentes é apontado como a principal razão por boa parte deles. É o que indica a última pesquisa do braço de gestão de recursos do banco UBS.


Dos 4.800 consultados em 19 mercados do mundo, 67% disseram estar confiantes com a economia de suas regiões. No levantamento anterior, feito há três meses, esse percentual era menor: de 61%. A pesquisa foi feita entre os dias 19 de dezembro e 12 de janeiro.

Entre os brasileiros, 72% dos entrevistados estavam esperançosos com a melhora da economia brasileira nos próximos 12 meses, em comparação a 67% três meses antes. Quanto ao mercado de ações do Brasil no próximo semestre, 76% tinham uma visão positiva, contra 65% no levantamento anterior.

As maiores barreiras para esses investidores conquistarem seus objetivos financeiros, segundo eles mesmos, eram o aumento de impostos (65%), maiores custos com saúde (64%) e o ambiente político (63%). 

Para proteger suas carteiras contra perdas, 46% mencionaram procurar investimentos alternativos; 44% disseram que procuram diversificar os ativos; e 41% citaram o uso de investimentos estruturados para administrat o risco.

Os principais motivos citados pelos investidores com patrimônio acima de US$ 1 milhão para manter o otimismo no Brasil foram os seguintes, segundo o UBS:

  • 56%: taxa de juros em patamares baixos
  • 55%: maior investimento privado
  • 50%: criação de vagas de emprego

Ânimo com os mercados emergentes

Um dos fatores que despertou o entusiasmo dos investidores em todo o mundo, especialmente americanos e asiáticos, foi o alívio das tensões comerciais entre Estados Unidos e China, que selaram um acordo parcial há duas semanas. Foi o que estimulou um maior interesse pelos mercados emergentes e um declínio nas preocupações políticas. 

Para 43% dos investidores com alto patrimônio, o crescimento dos mercados emergentes foi citado como motivo para manter a confiança no desempenho de ações, mais do que qualquer outro fator. 

Quanto ao retorno dos investimentos, o sentimento também continua positivo para 2020. Segundo a pesquisa, 94% esperavam retornos positivos para este ano, enquanto 44% acreditavam que poderiam ter uma rentabilidade de dois dígitos com os ativos aplicados. O resultado vem após 2019 ter entregado retornos negativos para apenas 5% desta classe de investidor.

Melhora nos EUA, piora na América Latina

Entre os investidores dos EUA, houve uma clara melhora da confiança: 68% dos consultados pelo estudo se mostraram esperançosos com a economia de seu país, contra 55% da pesquisa feita três meses antes. Quanto ao mercado de ações, 64% dos americanos ouvidos expressaram otimismo, em comparação a 50% no levantamento anterior. 

Já os investidores da América Latina ficaram mais cautelosos com a economia, em meio aos problemas enfrentados na região, especificamente na Argentina. Segundo o estudo, 60% dos entrevistados latino-americanos demonstraram otimismo no mercado de ações de sua região, em relação aos 64% de três meses anteriores. 

Conheça a melhor plataforma de investimentos do Brasil: acesse a Easynvest e comece a ganhar dinheiro agora!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.