Siga nossas redes

Finanças

Poupança fica no negativo em setembro se descontada a inflação

Segundo Economatica, aplicação teve queda de 0,46% em 12 meses.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

A poupança registrou em setembro o pior desempenho desde agosto de 2016, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira pela Economatica. O rendimento foi de 2,67%, mas, descontando a inflação, a aplicação teve retorno negativo de 0,46% no mês.

Os dados levam em conta a variação em 12 meses e a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – considerado a inflação oficial no país.

Em setembro, o IPCA teve variação de 0,64%, maior alta para o mês desde 2003, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também nesta sexta.

Comparação

Nos últimos 12 meses terminados em setembro, o rendimento da poupança descontada só perde para o do principal indicador da bolsa, o Ibovespa, ainda segundo o levantamento da Economatica.

Em uma lista com 7 itens, o maior rendimento foi do ouro, que, descontada a inflação, registrou desempenho positivo de mais de 60%. A alta foi seguida pela subida de 41% do euro e de 31% do dólar.

Já o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) teve variação de 0,4%, também descontada a inflação, enquanto o Ibovespa teve queda de 12,43%.

Leia também: Perda em dólar do Ibovespa em 2020 só fica atrás da bolsa argentina

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.