Siga nossas redes

Finanças

Tesouro Direto tem 4 novos títulos; conheça

Papéis com vencimentos maiores começaram a ser negociados nesta segunda-feira (10).

Publicado

em

O Tesouro Nacional passou a oferecer, desde segunda-feira (10), quatro novos títulos do Tesouro Direto com diferentes datas de vencimento. O mais longo é o Tesouro IPCA+ com juros semestrais, que tem prazo em 2055.

Nesta segunda-feira, este papel pagava uma rentabilidade de 3,42% ao ano, mais a variação da inflação do período. O valor mínimo para investir era de R$ 50,63. Com o novo título, o mesmo papel com vencimento em 2050 deixou de circular (veja abaixo a tabela completa).

Novos títulosVencimentos
Tesouro prefixado01/01/2023 ou 01/01/2026
Tesouro prefixado con juros semestrais01/01/2031
Tesouro IPCA+15/08/2026
Tesouro IPCA+ com juros semestrais15/08/2030 ou 15/08/2040 ou 15/05/2055

Com a mudança, também sai de cena do Tesouro Prefixado com vencimentos em 2022 e 2025, e entram novos papéis com prazos maiores. O título que vence em 2023 pagava juros de 5,49% na segunda-feira e tinha investimento mínimo de R$ 34,29. Já o papel com prazo em 2026 pagava 6,34% e exigia um aporte inicial de R$ 34,83.

Títulos que deixaram de ser oferecidosVencimento
Tesouro Prefixado01/01/2022 ou 01/01/2025
Tesouro Prefixado com juros semestrais01/01/2029
Tesouro IPCA+ com vencimento15/08/2024
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais15/08/2026 ou 15/05/2035 ou 15/08/2050

Como funciona o Tesouro Direto

Criado em 2002, o Tesouro Direto permite que pessoas físicas invistam em papéis do Governo Federal. Funciona assim: quando você faz um investimento via Tesouro, você passa a financiar os investimentos públicos para o país se desenvolver. Você compra um papel que pagará um “prêmio” por emprestar dinheiro ao governo em determinado prazo e com uma determinada remuneração. 

Veja abaixo algumas características destes títulos:

  • Rentabilidade do papel: é o juro que o Tesouro paga ao investidor para que ele financie sua dívida.
  • Valor mínimo de investimento: qualquer pessoa pode investir com valores a partir de R$ 30.
  • Prazo de vencimento: é a data de duração do título. O pagamento combinado será feito nesta data, se não houver outro resgate.
  • Títulos prefixados: possuem rentabilidade definida no momento da aplicação. Você sabe exatamente quanto vai receber de volta. 
  • Títulos pós-fixados: o valor da remuneração só será conhecido no momento do resgate, já que o retorno muda conforme as variáveis da economia como a inflação e taxa Selic.

Para que serve cada papel do Tesouro

Existem duas modalidades de títulos públicos à venda pelo Tesouro Direto: prefixados e pós-fixados. Cada título possui um valor unitário e fracionado. A quantidade mínima de compra é a fração de 0,01. Ou seja, 1% do valor de um título. 

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é recomendado para quem tem um objetivo financeiro de médio e longo prazo, sem lucro imediato. Caso seja feito o resgate antecipado, antes do vencimento, o título pode ser recomprado pelo valor de mercado, que pode ser menor ou maior do que foi pago por ele.

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais

No caso do Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, os rendimentos são pagos a cada 6 meses durante o período do investimento. Essa categoria é ideal para quem pretende ter um fluxo de caixa contante, sem precisar vender o título antes do seu vencimento. Você tem a opção de sacar os recursos para compor o orçamento ou reinvesti-los.  

Tesouro Selic

A rentabilidade do Tesouro Selic, acompanha a taxa básica de juros da economia, a Selic, que é atualizada diariamente. Ou seja, você só saberá quanto vai ganhar no momento do resgate do título. Quando o juros aumentam, o título do Tesouro se valoriza. Você recebe o valor investido somado aos rendimentos na data de vencimento do título ou durante a retirada antecipada. 

Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ paga a variação da inflação, mais uma taxa de juros que só é garantida se o investidor esperar até a data de vencimento do título, assim como o Tesouro Selic. Não é possível ter uma pré-definição de quanto será o lucro, já que os valores oscilam ao longo do período deste investimento. No caso do Tesouro IPCA+ com juros semestrais, a cada seis meses você recebe parte dos rendimentos. 

*Colaborou Deslange Paiva

Anúncio Patrocinado Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo! Dinheiro parado? Não mais! Invista e mudo o jogo!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.