Siga nossas redes

Finanças

Trégua da China com EUA deve garantir superávit

Acordo comercial preliminar entre os dois países foi assinado na quarta-feira (15).

Publicado

em

Por Estadão Conteúdo

A China deve manter um pequeno superávit em conta corrente em 2020, graças ao acordo comercial com os EUA e a uma redução no déficit da balança de serviços, disse hoje a porta-voz do órgão regulador de câmbio chinês (Safe, na sigla em inglês), Wang Chunying.

Nos primeiros três trimestres de 2019, a China acumulou superávit em conta corrente de US$ 137,4 bilhões, equivalente a 1,3% de seu Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados oficiais.

De acordo com Wang, a China deve manter um superávit estável no comércio de bens após assinar o acordo comercial de “fase 1” com os EUA em Washington, na última quarta-feira (15).

Ela acrescentou que o avanço do turismo da China no exterior deve desacelerar depois de anos de rápida expansão, o que deve ajudar a diminuir o déficit no comércio de serviços.

Wang disse ainda que o acordo preliminar com os EUA foi uma sinalização positiva para o mercado de câmbio da China, uma vez que o yuan se fortaleceu nos últimos dias. 

CDB com 140% do CDI, rentabilidade maior que a poupança: Invista de forma fácil pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.