Siga nossas redes

Finanças

WNT Capital adquire 15% da Light em véspera de pedido de recuperação

Gestora passou a deter, por meio de fundos de investimento e carteiras administradas, 15,21% do capital social da companhia de energia.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 2 minutos

A gestora WNT Capital adquiriu 15,21% da Light (LIGT3) na véspera da companhia de energia entrar com pedido de recuperação judicial e no dia da divulgação do balanço do 1º trimestre de 2023.

Em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários na noite de quinta-feira (11), a Light informou que a gestora passou a deter, por meio de fundos de investimento e carteiras administradas, 56.650.800 ações ordinárias, o que equivale a participação de 15,21% do capital social da companhia.

A gestora, conhecida por seu posicionamento agressivo no mercado financeiro, afirmou que a referida participação foi adquirida com o objetivo de aumentar a exposição dos fundos de investimento sob sua gestão à companhia, “não havendo, contudo, qualquer acordo ou contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários
de emissão da companhia por parte dos fundos por ela geridos, exceto no que diz respeito ao manual de exercício de direito de voto da WNT”.

A WNT tem cerca de R$ 10,6 bilhões sob gestão distribuídos em seus fundos.

Instalações de energia elétrica em Itumbiara (GO)

Recuperação da Light

A Light tem uma dívida estimada em R$ 11 bilhões e entrou com pedido de recuperação em caráter de urgência porque, segundo documento emitido pela empresa, “os desafios oriundos da atual situação econômico-financeira da companhia e algumas de suas subsidiárias se mantêm e vêm se agravando”.

A crise da Light é reconhecida pelos constantes furtos de energia no Rio de Janeiro, segundo analistas. O que reduz a arrecadação e gera prejuízos financeiros. Mas não obstante, a companhia também viu sua receita ser impactada por uma decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que determinou que a companhia devolvesse créditos fiscais relacionados à cobrança indevida de PIS/COFINS dos consumidores.

Segundo análise da XP, a empresa teve de devolver em 2021 R$ 374,2 milhões em descontos nas tarifas além de R$ 1,05 bilhão em 2022. O montante ainda deve ser ajustado para pagamento neste ano.

B3 retira ações da Light dos seus índices

Por conta do pedido de RJ, a B3 vai retirar as ações da Light dos índices IBRA, IEEX, IGTC, IGCX, IGNM, ISEE, ITAG, SMLL e UTIL ao preço de fechamento após encerramento do pregão de segunda-feira (15).

Veja também

ANÚNCIO PATROCINADO Confira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.