Siga nossas redes

Geral

5 fatos hoje: trainee da Magalu só para pessoas negras; TikTok evita proibição

A seleção que aceitará apenas candidatos negros é uma tentativa de diversificar os quadros da empresa, e já virou motivo de polêmica nas redes.

Publicado

em

por

InvestNews
Magazine Luiza

1 – TikTok e WeChat conseguem evitar proibição nos EUA

A proibição dos aplicativos chineses TikTok e WeChat em lojas de aplicativos nos Estados Unidos, prevista para o domingo (20) foi suspensa. No caso do TikTok, o banimento foi evitado após Donald Trump acenar para um acordo entre o app de vídeos e a gigante de softwares Oracle, enquanto o WeChat foi favorecido por uma decisão de uma juíza americana.

Com o acordo com a Oracle, a ByteDance, dona do TikTok, pretende ganhar permissão para manter suas operações nos Estados Unidos. O governo americano alega que o aplicativo de vídeos é uma ameaça à segurança nacional.

“Eu dei minha bênção ao negócio”, disse Trump a jornalistas no sábado. Depois da declaração de Trump, o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, disse que a proibição do TikTok será adiada em uma semana, até 27 de setembro, tendo em vista os “avanços positivos recentes”.

LEIA MAIS: Por que as big techs ficaram ainda mais poderosas durante a crise?

O negócio, porém, ainda depende da aprovação formal do Comitê de Investimento Estrangeiro dos Estados Unidos. A nova empresa fruto do acordo se chamará TikTok Global, disse Trump. Segundo os termos do acordo, a ByteDance manterá a maioria dos ativos do TikTok, enquanto a americana Oracle seria a “parceira tecnológica” do aplicativo nos Estados Unidos, responsável por hospedar todos os dados de usuários dos Estados Unidos.

2 – Programa de trainees do Magazine Luiza terá apenas candidatos negros

No ano em que os movimentos por inclusão e diversidade ganharam importância inédita, o Magazine Luiza abriu as inscrições para seu programa de trainees de 2021 – e vai aceitar apenas candidatos negros. “O objetivo é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional”, diz a empresa.

CAFEÍNA: Em disparada! Descubra os segredos da alta de MGLU3

Atualmente, a varejista tem em seu quadro de funcionários 53% de pretos e pardos. Mas apenas 16% deles ocupam cargos de liderança. “O alerta despertado por essa baixa participação fez com que o Magalu decidisse atuar, oferecendo oportunidades para quem ainda está começando a carreira”, reforça a companhia.

Para a consultora e professora de MBA na área de Recursos Humanos, Jorgete Lemos, a iniciativa vem em um momento no qual as diferenças sociais e raciais ficaram escancaradas, tanto em razão da pandemia, quanto em virtude das manifestações antirracistas americanas. Movimentos como o Black Lives Matter voltaram com força em todo o mundo este ano, após o assassinato do americano George Floyd.

Segundo a especialista, além de estar sensível a uma preocupação que é global, a varejista deverá ter ganhos na ponta do lápis. “As empresas favorecem seu próprio negócio quando reduzem a desigualdade”, garante Jorgete. Vários estudos acadêmicos comprovam os ganhos financeiros quando o quadro de empregados é mais diverso. Além disso, para ela, o desenvolvimento econômico do País só virá quando a população negra for incluída economicamente. “Estamos falando de cerca de 57% da população.”

3 – Governo muda regra de acesso ao BPC

O governo prepara um decreto para regulamentar novas concessões do Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda, a partir de 2021. Um veto do presidente Jair Bolsonaro a uma tentativa do Congresso de ampliar o alcance do programa acabou deixando um vácuo legal e não há hoje qualquer regra definida para o benefício no futuro. Sem o decreto, o governo ficará sem base para autorizar novas inclusões no BPC a partir de 1º de janeiro.

O BPC hoje é concedido para beneficiários com renda familiar por pessoa de até 1/4 salário mínimo (equivalente a R$ 261,25). Em razão da pandemia da covid-19, esse limite de renda pode ser ampliado até 1/2 salário mínimo (R$ 522,50), de acordo com o nível de vulnerabilidade do beneficiário.

O decreto pretende estender essa escala de faixas de renda para 2021 em diante – um meio-termo entre a regra original e a ampliação que era almejada pelo Congresso. De acordo com o nível de vulnerabilidade, o decreto concede o benefício a quem ganha 1/4, 1/3 ou 1/2 salário mínimo.

4 – Peritos que alegam falta de condições estão mentindo, diz presidente do INSS

Enquanto o governo federal enfrenta resistência de peritos médicos sobre o retorno do trabalho presencial, o presidente do INSS, Leonardo Rolim, disse neste domingo (20) que os profissionais que alegam falta de condições sanitárias para trabalhar presencialmente “estão mentindo”. Rolim afirmou que a categoria está no rol de atividade essenciais e que os profissionais que não retornarem ao trabalho estarão sujeitos a medidas administrativas e descontos no salário.

A declaração foi dada em entrevista à “Globonews” na noite deste domingo e reforça o impasse entre o governo a Associação Nacional dos Peritos (ANMP), que se opõe à retomada das atividades sob a alegação de falta de condições sanitárias apropriadas contra a covid-19, o que o governo federal nega.

Rolim ressaltou, contudo, que a maioria dos peritos não pensa assim. Para ele, a resistência ao retorno parte de um grupo específico, vinculado a uma entidade de classe com “interesse político por trás”. “O que está acontecendo é algo de um grupo vinculado a uma associação, a uma entidade de classe”, observou.

5 – China: PBoC mantém taxas de juros de referência inalteradas pelo 5º mês seguido

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) decidiu nesta segunda-feira (21) manter inalteradas suas taxas de juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos pelo quinto mês consecutivo. A chamada LPR de um ano permaneceu em 3,85% e a LPR para empréstimos de cinco anos ou mais longos ficou em 4,65%.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com rentabilidade altíssima alavancando seus ganhos! Invista em Índice!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!