Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: Câmara aprova nova Lei do Gás; Stone eleva oferta pela Linx

A empresa de maquininhas elevou a proposta em 4% – para um total de R$ 35,10 por ação, ante os R$ 33,76 anteriores.

Publicado

em

por

InvestNews
Petroleo
Industrial plant wit blue sky

1 – Câmara conclui votação da Lei do Gás; nenhum destaque foi aprovado

A Câmara concluiu no fim da noite desta terça-feira, dia 1º, a votação do novo marco legal do gás e o projeto segue agora para o Senado. Todos os pedidos de mudança ao texto, os destaques, foram rejeitados. Mais cedo, o texto-base foi aprovado com 351 votos a favor e 101 contra. O projeto é a aposta do governo para destravar investimentos de até R$ 43 bilhões e reindustrializar o País.

Alinhado ao novo mercado de gás, programa do governo mais conhecido como “choque da energia barata”, a proposta abre um setor que até pouco tempo era dominado pela Petrobras. Os investimentos previstos irão assegurar projetos de expansão de infraestrutura de transporte, escoamento e armazenamento do gás.

2 – Stone eleva oferta pela Linx em R$ 200 milhões

A briga pelo controle da empresa de tecnologia Linx – que envolve uma disputa entre a Stone e a Totvs – acabou de ganhar um novo capítulo. Depois de intensas negociações entre segunda-feira (31) e terça-feira, a empresa de maquininhas elevou a proposta em 4% – para um total de R$ 35,10 por ação, ante os R$ 33,76 anteriores. Isso, na prática, aumenta a oferta original de R$ 6 bilhões para cerca de R$ 6,2 bilhões.

LEIA MAIS: Ação da Linx dispara 11% após ‘investida’ de Totvs e Stone

Além disso, dentro das negociações, caso o acordo não seja fechado, a multa imposta à Linx também ficou um pouco menor, caindo de R$ 600 milhões para R$ 454 milhões. A cláusula de não competição para os sócios da Linx também ficou mais branda, segundo apurou o “Estadão/Broadcast”: o prazo, que antes era de cinco anos, agora foi reduzido para três.

Os sistemas da Linx são vistos como vitais pela Stone. Com 9% do mercado de maquininhas, a Stone quer se consolidar como uma empresa que vai além das soluções de pagamento. Pretende oferecer ao varejo a tecnologia para a gestão do negócio – a especialidade da Linx. O negócio também interessa à Totvs, que é concorrente da Linx, mas é mais voltada à indústria. A rival da Stone na disputa não quis comentar a elevação da oferta.

3 – Só 2 entre 48 países viram PIB crescer

O sincronismo dos impactos da pandemia de covid-19 em todo o mundo fez com que apenas dois países – China e Índia – registrassem crescimento econômico num levantamento sobre o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) em 48 países, feito pela Austin Rating. Segundo o economista-chefe da agência de classificação de risco, Alex Agostini, nem mesmo durante a crise financeira, que se abateu sobre os mercados globais a partir de setembro de 2008, tantas economias ficaram no vermelho ao mesmo tempo.

LEIA MAIS: Tombo do PIB do Brasil fica perto da média em lista com 48 países

Os dados confirmam estimativas do Banco Mundial, que no início de junho divulgou projeções sinalizando que 2020 será o ano, numa série iniciada em 1870, em que a maior proporção de países apresentará retração na renda per capita ao mesmo tempo. Em 2020, 92,9% de todas as economias do mundo deverão registrar quedas. O recorde anterior foi visto em 1931, em plena Grande Depressão, quando 83,8% dos países viram a renda per capita cair. Em 1918, quando terminou a Primeira Guerra Mundial na Europa e estima-se que a pandemia de gripe espanhola possa ter matado 5% da população mundial, 70% das economias registraram perdas na renda per capita. O Banco Mundial espera uma retração de 5,2% na economia mundial em 2020.

4 – IPC-S de agosto acelera em 5 das 7 capitais pesquisadas pela FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) de agosto registrou aceleração em cinco das sete capitais pesquisadas, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice acelerou a 0,53% ante 0,51% na quadrissemana anterior. Em julho, a taxa de crescimento havia sido de 0,49%.

As cidades que registraram aceleração no IPC-S foram Brasília (0,46% para 0,67%), Recife (0,58% para 0,60%), Rio de Janeiro (0,27% para 0,37%), Porto Alegre (0,33% para 0,41%) e São Paulo (0,66% para 0,72%). Salvador foi a única cidade a registrar desaceleração (0,55% para 0,15%), enquanto Belo Horizonte teve a mesma alta da quadrissemana anterior (0,55%).

5 – Covid-19: Brasil tem mais 1,2 mil mortes e 42,6 mil novos casos

Nas últimas 24 horas, foram registradas 1.215 mortes em função da pandemia do novo coronavírus. Com isso, o total de óbitos por covid-19 chegou a 122.596. O resultado representa aumento de 1% em relação a ontem, quando o painel do Ministério da Saúde  marcava 121.381 mortes. Há 2.690 falecimentos em investigação. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde divulgada na noite desta terça-feira (1º).

De acordo com o balanço da pasta, entre ontem e hoje as secretarias estaduais de saúde identificaram 42.659 novas pessoas infectadas. Com isso, o total de casos acumulados alcançou 3.950.931. O resultado mostra o acréscimo de 1% sobre o número divulgado ontem, quando o sistema do ministério trazia 3.908.272 infectados desde o início da pandemia.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Já pensou em estimular o setor agrícola e/ou imobiliário e ao mesmo tempo ter ótimos ganhos? Invista em CRI e CRA pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente. Não corra o risco de faltar dinheiro lá na frente.

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.