Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: nova presidente da Caixa; IPC-Fipe desacelera

Economista, Daniella Marques Consentino, tem nome aprovado pelo Comitê de Elegibilidade da Caixa Econômica Federal, e assumirá o cargo na terça-feira (5).

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 7 minutos

1 – Nova presidente da Caixa assume cargo na terça-feira

A economista Daniella Marques Consentino teve o nome aprovado (1º) pelo Comitê de Elegibilidade da Caixa Econômica Federal e assinou o termo de posse. Ela assumirá oficialmente o cargo na próxima terça-feira (5), em cerimônia oficial no Palácio do Planalto.

Ex-secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Consentino substituirá Pedro Guimarães, que pediu demissão nessa quarta-feira (29), após denúncias de assédio sexual que estão sendo investigadas pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério Público do Trabalho. Ele negou as acusações na carta de renúncia.

No governo desde janeiro de 2019, Consentino foi chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do Ministério da Economia. Uma das principais assessoras do ministro Paulo Guedes, ela assumiu a Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade no início do ano.

Com formação em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), a nova presidente da Caixa tem MBA em Finanças pelo Ibmec e uma carreira no mercado financeiro. Foi diretora-executiva da Oren Investimentos e diretora de Risco e Compliance, sócia e gestora de Renda Variável da Mercatto Investimentos. Antes de entrar no governo, foi sócia do ministro Guedes na Bozano Investimentos, onde foi diretora de Compliance e Operações e Financeiras.

2 – IPC-Fipe desacelera alta a 0,28% em junho com recuos em preços de Habitação e Transportes

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo subiu 0,28% em junho, desacelerando ante a alta de 0,42% em maio, com queda nos custos de Habitação e Transporte.

Os dados divulgados nesta segunda-feira (4) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) mostram que os preços de Habitação tiveram recuo de 0,57% no mês, enquanto os de Transporte caíram 0,25%. Em maio, esses grupos haviam registrado respectivamente deflação de 1,18% e alta de 0,87%.

Já o maior impacto positivo em junho foi exercido por Alimentação, embora a alta tenha desacelerado de 1,15% no mês anterior para 0,93%. O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

3 – Governador do PE diz que o estado cumprirá lei que limita ICMS sobre combustível

O governador do Pernambuco, Paulo Câmara, afirmou que o Estado vai cumprir o que determina a lei sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis. “As equipes da Secretaria da Fazenda e da Procuradoria-Geral do Estado estão trabalhando para finalizar o instrumento legal que oficializará as alterações, na segunda-feira (dia 4)”, afirmou por meio de sua conta do Twitter.

A lei complementar uniformiza o imposto nos estados brasileiros, estabelecendo um teto de entre 17% e 18% da alíquota do ICMS sobre combustíveis, telecomunicações, energia elétrica e transporte coletivo bens essenciais, que não era limitada. Além de Pernambuco, vários outros Estados já se manifestaram em direção ao cumprimento da lei.

Mesmo assim, como a lei reduz a arrecadação, governadores de 11 estados e do Distrito Federal protocolaram uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) com pedido de liminar contra a lei junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), entre eles Pernambuco e vários outros que já disseram que irão aderir à nova lei.

No último sábado (2), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar os governadores da Região Nordeste por ingressarem com ação e disse que o preço dos combustíveis vão abaixar, porque se trata de uma lei federal.

4 – Agência alemã de trânsito diz que 59 mil veículos Tesla têm falha de software

A agência de trânsito rodoviário da Alemanha disse que está solicitando recall dos modelos Y e 3 da Tesla (TSLA34) por conta de uma falha no sistema automático de chamada de emergência que afeta 59 mil veículos em todo o mundo.

O órgão de vigilância KBA disse em seu site, em comunicado do dia 29 de junho, que uma falha de software está causando um erro no eCall, projetado para entrar em contato automaticamente com as equipes de emergência no caso de um acidente grave.

A emissora regional alemã Rundfunk Berlin-Brandenburg, que atende a região onde foi criado o modelo alemão Y da Tesla e onde são produzidas as baterias do carro, informou pela primeira vez o recall no sábado.

A KBA disse que 59.129 veículos foram afetados globalmente, mas não especificou quantos deles foram registrados na Alemanha.

A falha de software é mais uma dor de cabeça para o CEO Elon Musk, depois que a Tesla revelou no sábado (2) ter entregado 17,9% menos veículos elétricos no segundo trimestre em relação ao trimestre anterior, já que o desligamento de uma unidade na China devido à Covid-19 prejudicou a produção e a cadeia de suprimentos.

Musk disse no mês passado que as novas fábricas da Tesla no Texas e em Berlim estão “perdendo bilhões de dólares” enquanto enfrentam dificuldade para aumentar a produção devido à falta de baterias e questões portuárias na China.

A Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário dos EUA atualizou no começo de junho sua investigação de 830 mil veículos Tesla com o sistema avançado de assistência ao motorista Autopilot, uma etapa necessária antes de solicitar recall.

A Tesla não estava imediatamente disponível para comentar.

5 – Presidente da Argentina nomeia nova ministra da Economia após saída de Guzmán

O presidente argentino, Alberto Fernández, nomeou no domingo (3) à noite Silvina Batakis como ministra da Economia para substituir Martín Guzmán, que deixou a pasta em meio a uma séria disputa política na coalizão governista.

A economista esteve à frente da pasta de Finanças da poderosa província de Buenos Aires entre 2011 e 2015, e atualmente atua como secretária de Províncias no Ministério do Interior do país. O anúncio foi feito pela porta-voz presidencial Gabriela Cerruti no Twitter (TWTR34).

A luta pelo poder na coalizão governista entre Fernández e sua influente vice Cristina Kirchner – o que poderia exacerbar as dificuldades financeiras e acelerar a alta inflação – afeta o cenário, concordam analistas.

Uma fonte do governo disse à Reuters que nas últimas horas do dia os dois se conversaram por telefone de forma amigável, na qual apenas o nome para a pasta foi discutido. “Estamos enfrentando uma crise política complexa, agravada pela luta pelo poder. Quem assumir o ministério terá uma tarefa complicada”, disse Rosendo Fraga, analista político.

A saída de Guzman no sábado pegou de surpresa o governo de centro-esquerda, que está enfrentando os mais baixos índices de aprovação após tomar posse no final de 2019.”A avaliação positiva do desempenho do governo continua caindo (…) e as preocupações com a inflação continuam a atingir níveis recordes”, relatou a Synopsis Consultores.

A Argentina enfrenta uma inflação mínima projetada de 70% para 2022, déficits fiscais elevados, emissão monetária excessiva e um colapso do mercado, colocando a terceira maior economia da América Latina entre as piores das nações emergentes.

Uma fonte oficial disse à Reuters que a saída de Guzmán se deveu à falta de apoio político que ele sentiu para aprofundar uma série de medidas, em um momento em que o risco país alcançou um recorde histórico.

“O novo ministro precisa ter o apoio de Cristina (Kirchner), caso contrário, ele ou ela será um fracasso antes de tomar posse”, disse o analista político Lucas Romero.

Veja também

Investimento com rentabilidade acima da média em Renda Fixa? Invista em Debêntures. invista já.

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Carteira de Dividendos Agosto

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu