Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: pacote de US$ 900 bi aprovado nos EUA; Big techs e antitruste

A Câmara dos Representantes e o Senado votaram pela aprovação do projeto em poucas horas, superando meses de impasse.

Publicado

em

por

InvestNews
Dólar

1 – Congresso dos EUA aprova pacote de ajuda econômica de US$ 900 bilhões

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na madrugada desta terça-feira (22) o pacote de ajuda econômica de US$ 900 bilhões, autorizando uma nova rodada de auxílio para trabalhadores e empresas enquanto a pandemia da covid-19 persiste. Após um acordo bipartidário entre republicanos e democratas, a Câmara dos Representantes e o Senado votaram pela aprovação do projeto em poucas horas, superando meses de impasse.

O Senado votou pela aprovação do projeto por 91 a 7, após o texto ter passado na Câmara dos Representantes com 395 votos favoráveis e 53 contra. Agora, o texto segue para sanção do presidente Donald Trump.

O pacote prevê recursos para uma nova rodada de pagamentos diretos aos americanos de US$ 600 por adulto e R$ 600 por criança, adiciona US$ 300 aos pagamentos semanais de seguro-desemprego por onze semanas, estende dois outros programas de seguro-desemprego e fornece mais de US$ 300 bilhões em verbas para subsídio à pequenas empresas. O pacote também destina mais de US$ 50 bilhões para a distribuição de vacinas contra o novo coronavírus, bem como para os esforços de testagem e rastreamento da doença.

2 – Google e Facebook combinam aliança contra possível ação antitruste

Facebook e Google, que é controlado pela Alphabet, acertaram “cooperar um com outro” caso se tornassem alvos de uma eventual investigação sobre seu pacto relativo a anúncios online, segundo versão não editada de um processo judicial apresentado por dez Estados contra o Google na semana passada e ao qual o “The Wall Street Journal” teve acesso.

LEIA MAIS: Por que as big techs ficaram ainda mais poderosas durante a crise?

Dez procuradores-gerais republicanos, liderados pelo do Texas, alegam que as duas empresas fecharam um acordo, em setembro de 2018, para que o Facebook não concorresse com as ferramentas de propaganda online do Google, em troca de tratamento especial no momento em que os utilizasse.

O processo alega que Google e Facebook estavam cientes de que seu acordo poderia gerar ações antitruste e discutiram como lidar com eventuais investigações.

A versão revela alguns detalhes do contrato, que estabelece que as empresas vão “cooperar e auxiliar uma à outra ao responder à qualquer ação antitruste” e “informar imediatamente e integralmente a outra parte sobre qualquer comunicação governamental relacionada ao acordo”.

3 – Economia do Reino Unido vê recuperação parcial no 3º tri e enfrenta riscos de recessão

A recuperação econômica do Reino Unido do impacto do coronavírus foi mais rápida do que o imaginado anteriormente no terceiro trimestre, de acordo com dados oficiais, mas novos lockdowns estão ameaçando provocar nova recessão.

O Produto Interno Bruto cresceu um recorde de 16,0% entre julho e setembro sobre os três meses anteriores, em dado divulgado nesta terça-feira revisado para cima de estimativa anterior de 15,5%.

Mas isso ainda não compensou a queda de 18,8% no segundo trimestre, quando a maior parte da economia foi fechada.

A economia britânica foi atingida com mais força pela pandemia do que a maior parte dos outros países conforme entrou em um lockdown mais longo. Apenas a Itália registrou mais mortes na Europa.

4 – Governo tenta barrar projeto que prevê repasse extra de R$ 43 bi a municípios

Depois de uma falha da sua própria articulação política, o governo teve de entrar em campo ontem para barrar a votação pelo plenário da Câmara de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que pode retirar R$ 4 bilhões do caixa da União por ano. Em 12 anos, valor pode chegar a R$ 43 bilhões.

A proposta defendida até mesmo por parlamentares da base do governo foi incluída, de última hora, na pauta da votação pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e acabou colocando mais uma saia-justa para o presidente Bolsonaro e sua equipe econômica depois do impasse em torno da concessão do 13.º para os beneficiários do Bolsa Família. A votação está prevista para hoje.

5 – Minério de ferro recua na China após medidas de bolsa para limitar negociações

Os futuros do minério de ferro na China e em Cingapura recuaram nesta terça-feira de níveis recorde tocados na véspera, depois que o regulador de mercado chinês ampliou esforços para conter negociações especulativas na commodity com melhor desempenho em 2020.

O contrato do minério de ferro para entrega em maio na bolsa de Dalian encerrou o pregão do dia com queda de 4,8%, a 1.055 iuanes (US$ 161,04) por tonelada, após cinco sessões consecutivas de ganhos.

A bolsa de commodities de Dalian anunciou limites para abertura de posições em um único dia a partir desta terça-feira.

Em um comunicado em separado, a bolsa também propôs reduzir alguns limites para posições nas operações em mais da metade para os futuros do minério de ferro, visando “fortalecer o gerenciamento de risco”.

*Com Estadão Conteúdo e Reuters

Invista na Apple, Amazon, Google, Disney, Netflix em poucos cliques e com taxa ZERO de corretagem! Invista em BDR

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!