Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: Ser Educacional na briga pela Laureate; acordo fiscal nos EUA

A novela por trás do acordo fiscal para restaurar a economia americana parece interminável.

Publicado

em

por

InvestNews
ser educacional

1 – Ser Educacional vai à Justiça após Laureate aceitar proposta da Ânima

Mais um litígio foi aberto em torno de uma aquisição no mercado brasileiro, após a Ser Educacional deixar de fazer uma contraproposta para adquirir os ativos no Brasil da norte-americana Laureate, que incluem a FMU e o Anhembi Morumbi. O entendimento da rede de ensino controlada pelo empresário Janguiê Diniz foi de que a proposta concorrente, feita pela Ânima e declarada vencedora pela Laureate, não cumpria com a exigência posta em contrato de apresentação das fontes dos recursos a serem utilizados na transação.

Desta forma, o grupo Ser decidiu questionar a decisão da Laureate na Justiça. A companhia já conseguiu liminar para que o negócio siga em pé, mas uma possibilidade é de essa batalha ser definida em câmara de arbitragem, arrastando a venda por até três anos e contrariando as expectativas da Laureate, que eram de sair rapidamente do negócio no Brasil.

A diferença entre as duas propostas era de R$ 500 milhões. A Ânima ofereceu R$ 4,3 bilhões pelos ativos da Laureate, com pagamento à vista. A Ser Educacional ofereceu R$ 1,7 bilhão em dinheiro, além de assumir de R$ 623 milhões em dívidas e o restante, para fechar os R$ 3,8 bilhões, com novas ações, equivalentes a 44% de participação na empresa de Janguiê Diniz.

2 – Porta-voz de Pelosi diz que conversa com Mnuchin deixa acordo mais próximo

Porta-voz da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, Drew Hammill afirmou nesta quarta-feira que ela e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, conversaram durante 48 minutos. “A conversa de hoje nos deixa mais perto de ser capazes de colocar a caneta sobre o papel para escrever a legislação“, garantiu o funcionário sobre as negociações de um novo pacote fiscal.

LEIA MAIS: BDRs: veja 20 respostas sobre como começar a investir em ações do exterior

Hammill disse que houve troca de posições sobre a linguagem adequada para a legislação, o que “nos deixa mais bem preparados para chegar a um compromisso sobre várias prioridades”.

E também comentou que as diferenças continuam a ser reduzidas em prioridades de saúde, incluindo uma estratégia nacional de testes para covid-19, e para o rastreamento de contatos. Por outro lado, Pelosi considera que é preciso fazer mais para garantir maior segurança nas escolas do país na volta da paralisação por causa da pandemia.

3 – Alcolumbre adia votação da autonomia do BC para o dia 3 de novembro

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), adiou a votação do projeto de autonomia do Banco Central para o dia 3 de novembro. A proposta estava prevista para esta quarta-feira (21) mas não houve acordo entre os líderes da Casa. Alcolumbre argumentou que só pautaria a medida se houvesse acordo para um pacote de três projetos discutidos no Senado.

Além da autonomia do BC, há proposta para autorizar o acolhimento de depósitos voluntários de instituições financeiras pela autoridade monetária. Os senadores chegaram a colocar no radar também o novo marco das ferrovias, mas esse item deve ser substituído pelo projeto que muda as regras do transporte terrestre de passageiros e inibe a competição no setor.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), chegou a anunciar um acordo para votar a autonomia do BC nesta quarta-feira. Senadores da oposição, porém, reagiram à estratégia e começaram a levantar questões de ordem no plenário do Senado. Na tentativa de reeleição para o cargo, Alcolumbre não quis se indispor com as bancadas e adiou a votação.

4 – Casos de covid-19 na Itália atingem novo recorde diário

A Itália registrou 15.199 novas infecções de covid-19 nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde nessa quarta-feira (21), o maior número diário desde o início do surto no país e acima do recorde anterior, de 11.705 no domingo (18). Na terça-feira, surgiram 10.874 casos novos do vírus altamente contagioso.

O ministério também relatou 127 mortes relacionadas à doença nessa quarta-feira, mais do que as 89 do dia anterior, mas muito menos do que o auge da pandemia na Itália, ocorrido em março e abril, quando se viu um pico diário de mais de 900 mortes.

Depois de diminuírem durante o verão, as infecções aceleraram de forma constante nos últimos meses. Agora elas estão distribuídas mais amplamente pelo país do que durante a primeira onda, mas a região mais duramente afetada voltou a ser a Lombardia, no entorno da capital financeira Milão.

5 – Senado aprova indicação de Alexandre Costa Rangel para diretoria da CVM

O Senado aprovou nesta quarta-feira (21) por 50 votos a 11, a indicação do advogado Alexandre Costa Rangel para a diretoria da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Rangel foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar vaga decorrente do término do mandato de Carlos Alberto Rebello Sobrinho. Ele ficará no órgão até 31 de dezembro de 2024.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Que tal emprestar dinheiro para o governo e obter lucros com a maior segurança do mercado? Invista em Tesouro Direto pela Easynvest!

Anúncio Patrocinado BDR BDR

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.